Exposição “Traços de Paranapiacaba” desembarca na Estação Tamanduateí

Mostra ficará em cartaz de 10 de setembro a 10 de outubro

54
Vila de Paranapiacaba
Imagem de Luis Henrique de Abreu Barbosa Henrique por Pixabay

A exposição itinerante “Traços de Paranapiacaba” seguirá da Estação Santo André para a Estação Tamanduateí da CPTM, que atende a Linha 10-Turquesa, a partir da terça-feira, dia 10 de setembro. A mostra é de autoria da artista plástica Teresa Saraiva e reúne imagens que mostram a histórica Vila Ferroviária de Paranapiacaba.

A exposição traz cenários e paisagens significativos da cidade, como a torre do relógio, que pode ser vista na chegada à Vila, a Igreja Bom Jesus e o grupo escolar Senador Lacerda Franco, que data de 1919 e atualmente é a sede administrativa da Prefeitura de Santo André, entre outros pontos.

A mostra é composta por 13 desenhos, dos quais sete compõem uma grande imagem de 3,5 metros. As outras obras formam trípticos, que são desenhos constituídos por três partes, de 1,5 metros. As figuras são em preto e branco, feitas com grafite sobre o papel Ingres Fabriano, e trazem os traços típicos da artista, que são marca de sua obra e expressam sua sensibilidade.

A exposição foi exibida pela primeira vez em 2017 por Teresa Saraiva e acompanhou o lançamento do livro Traços de Paranapiacaba, que tem prefácio do professor Doutor Benedito Lima de Toledo.

A mostra itinerante ficará em cartaz até o dia 10 de outubro, quando seguirá para a Estação da Luz. Por último, a próxima parada será na Estação Jundiaí, percorrendo os trilhos que um dia foram conhecidos como Estrada de Ferro Santos-Jundiaí.

A linha foi construída pela companhia inglesa São Paulo Railway para transportar o café produzido pelos fazendeiros paulistas até o Porto de Santos. Em 1992, a linha foi dividida e coube a CPTM administrar os trechos Luz – Jundiaí, pela Linha 7-Rubi (antiga Linha A), e Brás – Rio Grande da Serra, pela Linha 10-Turquesa (antiga Linha D).

Sobre a artista

A arquiteta e artista plástica Teresa Saraiva também leciona como professora doutora na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. A artista produziu o “Painel Estação da Luz”, composto por 14 módulos em ferro fundido, de 1,20 metros x 0,85 metros cada.

A obra, que pesa cerca de 2,5 toneladas e levou mais de dois anos para ser finalizado, está instalada na Estação da Luz, no saguão subterrâneo que dá acesso à Rua José Paulino.

Teresa Saraiva também assina os trabalhos “Um século de Luz” e “Traços Urbanos”, em que retrata com lápis grafite vários pontos e bens culturais da capital paulista, incluindo a região da Luz.

Arte na CPTM

Com o propósito de apoiar e difundir a arte popular, a CPTM abre espaços em suas estações para mostras de arte, exposições, apresentações e manifestações culturais de artistas e instituições parceiras.

Serviço

Exposição: “Traços de Paranapiacaba”

Local: Estação Tamanduateí (Linha 10-Turquesa)
Data: De 10 de setembro a 10 de outubro

Local: Estação Luz (Linhas 7-Rubi e 11-Coral)
Data: De 10 de outubro a 10 de novembro

Local: Estação Jundiaí (Linha 7-Rubi)
Data: De 10 de novembro a 10 de dezembro

Deixe seu comentário