Estação Santo André da Linha 10-Turquesa recebe exposição “Traços de Paranapiacaba”

Passageiros poderão ver as obras também nas estações Tamanduateí, Luz e Jundiaí até o final do ano

24
Vila de Paranapiacaba
Imagem de Luis Henrique de Abreu Barbosa Henrique por Pixabay
Publicidade

Quem passar pela Estação Santo André, na Linha 10-Turquesa da CPTM, terá a oportunidade de conferir a exposição “Traços de Paranapiacaba”, da artista plástica Teresa Saraiva, a partir desta segunda-feira, dia 5 de agosto.

A mostra reúne 13 desenhos, dos quais sete formam uma grande figura, com 3,5 metros. Os outros compõem trípticos de 1,5 metro. Os desenhos em preto e branco foram feitos com grafite sobre papel Ingres Fabriano.

As obras mostram a histórica Vila Ferroviária inserida em sua paisagem e seus edifícios significativos como a torre do relógio, que dá para ser vista na chegada à cidade, a Igreja Bom Jesus e o grupo escolar Senador Lacerda Franco, que data de 1919 e atualmente é sede administrativa da Prefeitura de Santo André na vila, entre outras.

Os registros são característicos dos traços da artista, fruto de sua sensibilidade e expressividade. Em 2017, a desenhista expôs esses trabalhos e lançou o livro Traços de Paranapiacaba, com prefácio do professor Doutor Benedito Lima de Toledo.

A mostra itinerante ficará em cartaz até 6 de setembro, quando seguirá para a Estação Tamanduateí, depois Luz e Jundiaí, percorrendo os trilhos que um dia foram conhecidos como Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. Essa linha foi construída pela companhia inglesa São Paulo Railway para transportar o café produzido pelos fazendeiros paulistas até o porto de Santos.

Em 1992, a linha foi dividida e coube a CPTM administrar os trechos Luz – Jundiaí, pela Linha 7-Rubi (antiga Linha A), e Brás – Rio Grande da Serra, pela Linha 10-Turquesa (antiga Linha D).

Sobre a artista

A arquiteta e artista plástica Teresa Saraiva também leciona como professora doutora na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. A artista produziu o “Painel Estação da Luz”, composto por 14 módulos em ferro fundido, de 1,20 metros por 0,85 metros cada.

A obra, que pesa cerca de 2,5 toneladas e levou mais de dois anos para ser finalizado, está instalada na Estação da Luz, no saguão subterrâneo que dá acesso à rua José Paulino. Teresa também assina os trabalhos “Um século de Luz” e “Traços Urbanos”, em que retrata com lápis grafite vários pontos e bens culturais da capital paulista, incluindo a região da Luz.

Arte na CPTM

Com o propósito de apoiar e difundir a arte popular, a CPTM abre espaços em suas estações para mostras de arte, exposições, apresentações e manifestações culturais de artistas e instituições parceiras.

Serviço

Exposição: “Traços de Paranapiacaba”

Local: Estação Santo André (Linha 10-Turquesa)
Data: De 5 de agosto a 6 de setembro

Local: Estação Tamanduateí (Linha 10-Turquesa)
Data: De 6 de setembro a 6 de outubro

Local: Estação Luz (Linhas 7-Rubi e 11-Coral)
Data: De 6 de outubro a 6 de novembro

Local: Estação Jundiaí (Linha 7-Rubi)
Data: De 6 de novembro a 6 de dezembro

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here