Greve de ônibus em São Paulo chega ao fim e operação é retomada nesta terça, dia 14

14681
Ônibus Terminal Santo Amaro
Foto: Sidnei Santos/SPTrans

A greve de ônibus na cidade de São Paulo chegou ao fim nesta terça-feira, dia 14 de junho de 2022. Motoristas, cobradores e demais trabalhadores do transporte público cruzaram os braços à meia-noite com uma série de reinvindicações após tentativas frustradas de negociação com o setor patronal.

Após uma reunião conciliatória entre a SPUrbanuss, entidade que representa o setor patronal, e o Sindmotoristas, representantes dos trabalhadores, promovido pela Prefeitura da capital, houve um acordo para o pagamento do aumento salarial de 12,47% retroativos ao mês de maio.

Segundo a SPTrans, mais de 1,5 milhão de passageiros foram afetados com a paralisação de 713 linhas e 6,5 mil ônibus nesta terça-feira. Apenas os veículos do Grupo Local do Distribuição (ex-cooperativas) é que operaram normalmente.

Pela manhã, o Terminal Grajaú, na Zona Sul da cidade, foi fechado entre 4h e 4h50 após manifestantes utilizarem dois ônibus para interromper o fluxo de veículos.

Durante a madrugada, 46 linhas do Noturno, de 150, operaram normalmente.

A retomada das operações dos ônibus em toda cidade será feita de forma gradativa, de acordo com que os veículos forem sendo liberados das garagens.

Nota da SPTrans

Leia abaixo na íntegra a nota da SPTrans sobre o fim da greve (atualizada às 20h):

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informa que a paralisação de linhas de ônibus municipais foi encerrada às 15h20 desta terça-feira (14), após negociação entre trabalhadores e empresários.

O atendimento nas 713 linhas paralisadas está sendo retomado de forma gradativa e deverá se normalizar até o fim do dia. A SPTrans monitora o retorno da frota da cidade para minimizar os impactos na população.

A SPTrans lamenta o descumprimento da decisão liminar na Justiça do Trabalho que determinou a manutenção de 80% da frota operando nos horários de pico e 60% nos demais horários, e irá autuar as empresas pelo não cumprimento das viagens, que afetou os deslocamentos de 2,7 milhões de passageiros.

Neste momento, todas as empresas já começaram a retornar gradativamente à operação e mais de 2.000 veículos já saíram das garagens.

Relação de empresas cuja frota está retornando gradativamente:

  • Santa Brígida (Zona Norte);
  • Gato Preto (Zona Norte);
  • Sambaíba (Zona Norte);
  • Express (Zona Leste);
  • Viação Metrópole (Zona Leste);
  • Ambiental (Zona Leste);
  • Via Sudeste (Zona Sudeste);
  • Campo Belo (Zona Sul);
  • Viação Grajaú (Zona Sul);
  • Gatusa (Zona Sul);
  • KBPX (Zona Sul);
  • MobiBrasil (Zona Sul);
  • Viação Metrópole (Zona Sul);
  • Transppass (Zona Oeste);
  • Gato Preto (Zona Oeste).

Relação das empresas operando normalmente – Grupo Local de Distribuição:

  • Norte Buss (Zona Norte);
  • Spencer (Zona Norte);
  • Transunião (Zona Leste);
  • UPBUS (Zona Leste);
  • Pêssego (Zona Leste);
  • Allibus (Zona Leste);
  • Transunião (Zona Sudeste);
  • MoveBuss (Zona Leste);
  • A2 Transportes (Zona Sul);
  • Transwolff (Zona Sul);
  • Transcap (Zona Oeste);
  • Alfa Rodobus (Zona Oeste).

Leia também

Mobilidade Sampa

Siga o Mobilidade Sampa no Twitter, Instagram, Telegram, YouTube ou Facebook e fique informado sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana.

Deixe seu comentário