Estação Jardim Planalto da Linha 15-Prata é inaugurada

86
Estação Jardim Planalto Lado externo
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
Publicidade

E nesta segunda-feira, dia 26 de agosto, foi inaugurada a sétima estação da Linha 15-Prata de monotrilho, a estação Jardim Planalto, que fica localizada na altura do número 9800 da Avenida Sapopemba, no bairro de mesmo nome da estação, na Zona Leste, próxima ao Conjunto Habitacional Teotônio Vilela.

A cerimônia de inauguração aconteceu no período da manhã e ela já abriu para a operação comercial por volta das 10h. Diferentemente da inauguração das demais estações de monotrilho da Linha 15-Prata na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, não haverá período de testes, a nova estação vai funcionar em horário integral, ou seja, de domingo a sexta-feira, das 4h40 à meia-noite, e aos sábados, das 4h40 à 1h da madrugada.

A previsão do Metrô de São Paulo é que cerca de 12 mil passageiros passem pelo local diariamente. No segundo semestre de 2018, a construtura Azevedo & Travassos, que tocava as obras da estação, não conseguiu conclui-las, em razão de dificuldades financeiras, assim como as demais que restam ser entregues na Avenida Sapopemba.

Com isso, o Metrô teve que relicitar as obras e em abril deste ano, uma outra construtora finalizou as obras da estação Jardim Planalto, na época que a Azevedo & Travassos teve que paralisar os trabalhos, cerca de 90% dos trabalhos estavam concluídos.

A estação possui dois acessos, um pelo lado par da Avenida Sapopemba, entre as ruas Francisca Marinho e Milton da Cruz e um pelo lado ímpar da Avenida Sapopemba, pela Avenida Adutora do Rio Claro.

A entrega da nova estação, a 85ª da rede de metrô paulistano, acrescenta um trecho de 1,1 quilômetro à malha metroviária da capital paulista, que agora tem 97,2 quilômetros de extensão em seis diferentes linhas (1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha, 4-Amarela e 5-Lilás).

Características da estação Jardim Planalto

A nova estação é totalmente adequada para receber pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Há duas entradas acessíveis, uma em cada lado da via, para facilitar a chegada à estação que está no canteiro central a 16 metros de altura. Essa é uma característica do padrão arquitetônico da Linha 15-Prata, que permite um visual mais leve, com a menor interferência possível na paisagem local.

São 6,4 mil m² de área construída, três elevadores, nove escadas rolantes e três fixas, além de banheiros públicos acessíveis. A plataforma é central, com 90 metros de comprimento e portas automáticas de segurança. A integração da estação com as bicicletas também foi pensada, com a construção de dois bicicletários, um em cada acesso, que podem receber até 80 bicicletas.

O acabamento da estação foi feito em concreto aparente e aço, com aberturas que garantem ventilação e iluminação ao natural, nos três diferentes pavimentos: acesso, mezanino e plataforma, que é coberta com estrutura metálica em forma de arco. O revestimento dos pisos é de granito e as paredes internas têm pastilhas cerâmicas e fechamento em vidro.

Demais estações na Avenida Sapopemba

Até o fim deste ano está prevista a entrega das demais estações na Avenida Sapopemba (Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus). O trecho até a estação Jardim Colonial, na Avenida Ragueb Chohfi) será entregue em 2021.

Confira no vídeo abaixo, divulgado pelo Metrô em julho, as obras das demais estações da Avenida Sapopemba.

Quando pronta, de Vila Prudente a Jardim Colonial, a linha atenderá a mais de 400 mil passageiros por dia.

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here