“Linha da Cultura” do Metrô traz muitas novidades em fevereiro

161
Metrô de São Paulo Madrugada Linha 1-Azul
Foto: Reprodução

A banda Capela marca o início das atrações de fevereiro da Linha da Cultura do Metrô com apresentação na estação República, nesta quarta-feira (3), às 17 horas. Caracterizada pela mistura de estilos musicais, o grupo utiliza a poesia como base para compor seus trabalhos e já se apresentou no Rock in Rio, em 2015, dividindo palco com renomadas atrações nacionais e internacionais. O evento no Metrô marca o retorno do Festival de Clipes e Bandas.

As exposições nas estações do Metrô terão início no dia 10. Na Sé, os usuários poderão ver a mostra fotográfica “A paisagem e a vida no continente gelado”, do biólogo Gabriel Monteiro. Tudo pensado para facilitar aos visitantes a possibilidade de curtir ou compartilhar o conteúdo com os amigos nas redes sociais. No dia 18, quinta-feira, cientistas e pesquisadores estarão no local para aguçar ainda mais a curiosidade das pessoas sobre o tema, com muito bate-papo e amostras do continente gelado.

Ainda na Estação Sé, entre os dias 10 e 29, a mostra “Luzes da Cidade” destaca, por meio da história da energia elétrica, como seria um mundo sem a possibilidade de recarregar o celular ou assistir TV. A exposição conta com seis módulos interativos em painéis de LCD, com fotos de cidades da América do Sul, vídeos explicativos, objetos museológicos e maquetes que reproduzem a distribuição de energia na Av. Paulista nos últimos séculos, sem deixar de lado novas ideias que resultem no melhor uso de um recurso escasso, mas essencial para a sociedade.

A “Vitrine São Bento”, localizada na plataforma de embarque da Estação São Bento, sentido Jabaquara, é palco para a exposição “Esqueci o ferro ligado”, da artista visual Andreza Domingues. A obra é composta por uma tábua de passar e um ferro elétrico deixado em cima da cabeça de uma mulher, com o propósito de chamar a atenção para o cotidiano das pessoas.

Já na Estação Liberdade os usuários podem conferir a “Vitrine de Ikebana”, uma arte do arranjo floral japonês, que segue um padrão fixo: um triângulo de três pontas representando o céu, a terra e o homem. A ênfase é colocada na perfeição linear, na harmonia das cores, no espaço e na forma.

A Estação República abriga a mostra “Darcy Penteado, o observador do humano”. A exposição é composta por 30 painéis de figuras humanas representando os personagens que Darcy Penteado retratou ao longo de sua carreira e outros com fragmentos de suas obras, fotos e frases do autor.

E na Estação Marechal Deodoro, dando continuidade à série de exposições dos figurinos do Theatro São Pedro, fica exposta uma roupa da personagem “Jocasta”, usada na ópera “Édipo Rei”.

A programação completa da “Linha da Cultura” do Metrô está disponível em http://www.metro.sp.gov.br/cultura/linha-cultura/programacao.aspx

Deixe seu comentário