Incêndio atinge Museu da Língua Portuguesa em São Paulo

Uma pessoa que trabalhava como bombeiro do museu morreu. Chamas tomaram conta dos três andares e da cobertura.

257
Fogo atinge o Museu da Língua Portuguesa na região central de São Paulo (Foto: Roney Domingos/G1)

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Museu da Língua Portuguesa, na região central de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (21), segundo informações do Corpo de Bombeiros. De acordo com a corporação, 37 viaturas e 97 bombeiros foram enviadas ao local. Os bombeiros disseram que por volta de 17h15 o incêndio foi controlado, mas por volta de 17h30 as chamas atingiram a torre do museu. Chovia no local.

A área não tem o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) nem o alvará de funcionamento da Prefeitura.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o bombeiro civil Ronaldo Pereira da Cruz morreu após sofrer uma parada cárdiorespiratória. Ele atuava como bombeiro do museu.

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo lamentou o falecimento do bombeiro civil Ronaldo Pereira durante o combate ao incêndio ao Museu da Língua Portuguesa. “A destruição parcial do prédio é uma grande perda, mas nunca comparável à vida humana, essa sim, insubstituível. Nos solidarizamos com seus familiares.”

O museu estava fechado para o público nesta segunda-feira. O Museu da Língua Portuguesa fica na Praça da Luz e tem três pavimentos e uma área de 4,3 mil m².

O fogo tomou conta de boa parte do museu. As chamas eram muito altas. A Estação da Luz da CPTM está fechada, as linhas 7-Rubi e 11-Coral não chegam nesta estação.

Marcos Palumbo, coronel do Corpo de Bombeiros, disse que o incêndio começou no primeiro andar e passou para os andares superiores.

“As chamas se propagaram de forma muito rápida. Tivemos a notícia que o incêndio começou e se propagou rapidamente até pela estrutura de madeira, material plástico e borracha que compõem o museu. Isso faz com que o fogo se propague rapidamente”, disse Marcos Palumbo.

Museu

Inaugurado oficialmente no dia 20 de março de 2006, o Museu da Língua Portuguesa abriu suas portas ao público no dia 21 de março daquele ano. Em seus três primeiros anos de funcionamento mais de 1,6 milhão de pessoas já visitaram o espaço, consolidando-o como um dos museus mais visitados do Brasil e da América do Sul.

Isa Ferraz, curadora do Museu da Língua Portuguesa, diz que o incêndio é “uma tragédia”. “O museu é fruto de um trabalho de muitos anos de uma equipe multidisciplinar para criar algo completamente novo. O museu mudou paradigmas e virou referência internacional. Foi revolucionário não só pela tecnologia e formato mas pela maneira de encarar a língua portuguesa. Temos todos os arquivos de todo o conteúdo.”

A curadora disse que o museu em uma linha do tempo de 33 metros que reconstitui todo o caminho da língua portuguesa, africana e ameríndia até se encontrar no Brasil. “Tudo isso pode ser recuperado. vai ter de remontar os filmes. Temos muita coisa em backup.”

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo esclareceu que “todo o acervo do museu era virtual, por isso, sua recuperação plena será possível após a reconstrução do edifício, medida já anunciada pelo governador Geraldo Alckmin e que será priorizada pela gestão estadual em conjunto com diversas entidades historicamente parceiras e apoiadoras da instituição.”

Segundo a secretaria, “o Museu atendia a todos os requisitos necessários para a segurança e circulação de visitantes e funcionários e os procedimentos de segurança eram verificados periodicamente. Além disso, possui seguro contra incêndio da ordem de R$ 45 milhões.”

Big Ben e chaminé

Bem antes da inauguração do museu, em 6 de novembro de 1946, a Estação da Luz de São Paulo foi parcialmente destruída por um incêndio. O fogo atingiu boa parte da estação, destruiu os arquivos, documentos e prejudicou a fachada da Avenida Tiradentes.

A ala oeste não foi atingida pelas chamas, pois a alta torre da estação – uma réplica da torre Big Ben da abadia londrina de Westminster – serviu de chaminé.

Leia também:

Fogo na estação da Luz é dupla tragédia para a cidade

Desde 2006, Museu é espaço para valorizar a língua portuguesa

Estação da Luz é testemunho da riqueza do café

Conheça a história do Museu da Língua Portuguesa

Estação da Luz já tinha sido devastada por um incêndio em 1946; veja fotos

Bem localizado e bonito, Museu Língua Portuguesa era um dos mais visitados do país

Leitores da Folha de São Paulo relembram Museu da Língua Portuguesa, atingido por incêndio

Museu da Língua consegue difundir idioma cheio de sutilezas

Atingido por incêndio, Museu da Língua tem cópias digitais de acervo

Museu da Língua Portuguesa foi inaugurado em 2006; veja mostras

Fogo atinge o Museu da Língua Portuguesa na região central de São Paulo (Foto: Renata Melo)
Fogo atinge o Museu da Língua Portuguesa na região central de São Paulo (Foto: Renata Melo)
Incêndio no Museu da Língua Portuguesa (Foto: Reprodução)
Internauta flagrou o incêndio no Museu da Língua Portuguesa (Foto: Cristiane Neri)
Incêndio no Museu da Língua Portuguesa (Foto: Reprodução)
Museu da Língua Portuguesa (Foto: Reprodução)
SP incêndio Museu da Língua Portuguesa (Foto: Luciana Rossetto)

Deixe seu comentário