Ecopistas estima que cerca de 940 mil veículos passem pelo corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto durante o feriado de Finados

Expectativa leva em conta o período entre a 0h de sexta-feira (30) e 23h59 de segunda-feira (02)

95
Movimento nas estradas trânsito nas estradas
Foto: Salmo Duarte

A Ecopistas, concessionária que administra o corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, estima que entre 890 e 943 mil veículos passem pelas quatro praças de pedágio do corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, nos dois sentidos, durante o feriado. A contagem de veículos será realizada entre a zero hora de sexta-feira (30 de outubro) e 23h59 de segunda-feira (02 de novembro).

Nesse período, a expectativa é de que deixem a cidade de São Paulo, passando apenas pela praça de pedágio de Itaquaquecetuba, entre 160 e 210 mil veículos.

Na saída dos motoristas para o feriado, no sentido interior, a previsão é de que o movimento de veículos seja mais intenso das 16h às 19h de sexta-feira (30) e entre 09h e 11h de sábado (31). No retorno a São Paulo, a Ecopistas aguarda maior volume de tráfego das 15h às 18h de segunda-feira (02).

Recursos disponíveis

Nos quatro dias de operação, a Ecopistas contará com cerca de 240 profissionais e diversas viaturas para atendimento aos usuários, entre elas: quatro ambulâncias de resgate, uma UTI móvel, seis rotas de inspeção de tráfego, 10 guinchos leves, dois guinchos pesados e cinco veículos de apoio. Além desses recursos, a concessionária conta com monitoramento do tráfego via câmeras em tempo real e 24 horas, que também contribui para o atendimento aos usuários na pista.

Para evitar que se formem filas nos horários de pico, está prevista a implantação da Operação Papa-fila. Nessa operação, 55 funcionários devidamente identificados, estarão à disposição dos motoristas para realizar a cobrança antecipada às cabines, nas faixas de rolamento.

Operação Faixa Reversível

Nos períodos de maior movimento no sentido litoral e interior, a Ecopistas poderá implantar a Operação Faixa Reversível, na qual os condutores que se dirigem à cidade de Campos do Jordão e ao sul de Minas Gerais terão uma faixa exclusiva para trafegar, entre o km 128 e o km 130 da rodovia Carvalho Pinto. A faixa da esquerda da pista que opera em direção a São Paulo terá seu sentido invertido e servirá como mais uma opção aos motoristas. A velocidade máxima permitida nesta faixa será de 80 km/h.

Canais de comunicação

Em caso de emergência, os usuários devem solicitar o auxílio da Ecopistas por meio do telefone de serviços 0800 777 0070 ou pelos call boxes, telefones de emergência localizados a cada quilômetro do trecho concedido. O atendimento é gratuito e 24 horas.

A concessionária recomenda aos usuários que utilizem os canais de comunicação disponíveis para obter informações quanto às condições de tráfego. São eles: perfil no Twitter (@ecopistas); site da Ecopistas (www.ecopistas.com.br) e o aplicativo EcorodoviasApp, disponível para download gratuito para IOS e Android. Para baixar o programa, basta acessar www.ecorodovias.com.br/app.

Painéis de mensagens variáveis alocados em pontos estratégicos do corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto também transmitirão informações quanto à situação do tráfego nas rodovias.

A Ecopistas, empresa controlada pelo grupo Ecorodovias, assumiu, no dia 18 de junho de 2009, a administração do corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, entre o km 11,1 e o km 130,4. As rodovias ligam a Região Metropolitana de São Paulo com o Vale do Paraíba, a região serrana de Campos do Jordão e as praias do Litoral Norte.

O Grupo Ecorodovias

A Ecorodovias é uma das maiores empresas de infraestrutura e logística integrada do Brasil. Conta com sete concessões rodoviárias nas regiões Sul e Sudeste, por onde passam cerca de 160 milhões de veículos por ano, representando 44% de toda a carga movimentada para importação e exportação no país.

Além disso, o Grupo Ecorodovias está presente no setor portuário, com o Ecoporto Santos, e no setor de logística, por meio da Elog, empresa com 16 unidades, entre plataformas multimodais, portos secos, CLIAs e centros de distribuição.

O Grupo Ecorodovias tem a estratégia de atuar, de forma sinérgica, nos principais corredores de importação, exportação e turismo e ajudar o Brasil a chegar ao futuro.

Deixe seu comentário