Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes lança o programa Trânsito Seguro

Ações, que envolvem a CET e a SPTrans, têm como foco o aumento da segurança nas vias da cidade para pedestres e ciclistas

0
62
Operação Estrada Rodízio Férias Rodízio suspenso Motofretista rodízio municipal Trânsito seguro Operação Estrada velocidade média Rodízio Municipal
Foto: Alex Falcão/FuturaPress/Estadão Conteúdo

Nesta segunda-feira, 18 de setembro, foi lançado o programa Trânsito Seguro, com ações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da São Paulo Transporte (SPTrans), com o foco na redução de acidentes e na preservação à vida. As medidas do programa têm o objetivo de reduzir o número de acidentes e garantir a segurança de passageiros, ciclistas e de pedestres nas ruas da cidade.

A CET mapeou inicialmente 28 locais com faixa de travessia em meio de quadra com significativo volume de pedestres e iniciou a implantação de melhorias. As vias terão nova sinalização (placas e pintura de solo) e iluminação das faixas de travessia. Haverá proibição de estacionamento de veículos 10 metros antes das faixas. Em 30 dias, essas melhorias serão concluídas em três pontos: Rua Riachuelo, altura do nº 29; Rua Riachuelo, altura do nº 362, e Largo São Francisco. Os demais 25 pontos serão concluídos até dezembro. Esse trabalho será permanente e paulatinamente outros locais passarão por essas melhorias.

A fiscalização é importante para manter e preservar a segurança no trânsito. Para isso, a CET irá implantar no dia 1º de novembro a fiscalização por velocidade média. Os radares serão posicionados nas avenidas 23 de Maio, dos Bandeirantes e na pista expressa da Marginal Tietê, sentido Rodovia Castelo Branco e Rodovia Ayrton Senna. Até que a medida seja regulamentada pelo órgão federal, a ação será educativa, com cartas de advertência aos motoristas, avisando que eles excederam o limite de velocidade. A medida visa despertar a conscientização dos condutores.

Foto: Divulgação

Aumentar a segurança dos pedestres e ciclistas é uma das prioridades do Trânsito Seguro. Para isso, a CET vai aumentar o rigor na fiscalização para infrações de uso do telefone celular, desrespeito a ciclistas e pedestres, desrespeito ao semáforo e falta de uso de seta nas conversões. E para estimular o respeito para quem anda a pé pela cidade, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes está em negociação com o setor privado para reforçar o programa Pedestre Seguro com a ação de orientadores de travessia nos horários de pico, em todas as regiões da cidade.

A região de São Miguel Paulista (na Zona Leste) será a primeira a receber o programa Áreas Calmas. Nesses locais, a readequação de velocidades em 30 km/h e intervenções (obras) para acalmamento como avanços de calçada, faixas elevadas e alargamento de calçada.

Para garantir a segurança de passageiros e de pedestres, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes irá publicar no Diário Oficial da Cidade, nesta terça-feira (19), uma resolução que estabelece em 50 km/h a velocidade máxima de todos os ônibus que atendem o sistema de São Paulo. A portaria dá um prazo de 30 dias para que as empresas que operam o sistema ajustem os limitadores de velocidade de todos os seus veículos. Antes desta medida, a velocidade máxima dos ônibus era limitada em 60 km/h. Nas faixas reversíveis que atendem o sentido de maior demanda de tráfego nos horários de pico da manhã e da tarde a velocidade fica estabelecida em 40 km/h.

As medidas anunciadas nesta segunda-feira são fruto de um trabalho permanente da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, da CET e da SPTrans de monitorar permanentemente o comportamento do trânsito na cidade e implantar medidas para aumentar a segurança na cidade de São Paulo.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO