20.7 C
São Paulo
sexta-feira, maio 24, 2024

Mortes no trânsito de São Paulo crescem no primeiro trimestre de 2024

O estado de São Paulo registrou um aumento preocupante no número de mortes no trânsito no primeiro trimestre de 2024, de acordo com dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga). Um total de 1.240 pessoas perderam a vida em acidentes, representando um aumento de 11,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram registradas 1.108 mortes.

Maio, historicamente marcado por campanhas de conscientização sobre segurança no trânsito, ganha destaque com o Maio Amarelo, cujo tema deste ano é “Paz no Trânsito Começa por Você”. No entanto, a triste realidade se revela nas estatísticas recentes, onde apenas neste fim de semana, pelo menos cinco vidas foram ceifadas nas vias da capital e Grande São Paulo.

Entre os casos mais lamentáveis, Roney Rodrigues Andrade Oliveira, de 35 anos, foi vítima de um atropelamento no acostamento da Avenida Aprígio Bezerra da Silva (antiga rodovia Régis Bittencourt), em Taboão da Serra, na madrugada de domingo (12). No mesmo dia, um trágico capotamento na Avenida Afonso de Sampaio e Sousa, na Zona Leste de São Paulo, resultou na morte de duas pessoas e deixou seis pessoas feridas. Esterfersom Rodrigues do Rosário, gari de 44 anos, também perdeu a vida ao ser atropelado por um ônibus na Avenida Interlagos, Zona Sul da capital.

Os números do Infosiga revelam uma preocupante tendência de aumento das fatalidades no trânsito paulista, superando até mesmo os registros pré-pandemia. Comparando com anos anteriores, o primeiro trimestre de 2024 apresenta um dos piores índices:

  • 2024: 1.240 mortes
  • 2023: 1.108 mortes
  • 2022: 1.088 mortes
  • 2021: 1.056 mortes
  • 2020: 1.107 mortes

Na Região Metropolitana de São Paulo, composta por 39 municípios, a situação não é diferente, com 499 mortes registradas até março deste ano, uma média de cinco por dia. Esse número representa um aumento alarmante de 13,6% em comparação com o mesmo período do ano anterior, quando 439 pessoas perderam a vida nas vias.

Em entrevista à TV Globo, o coordenador da Iniciativa Bloomberg para a Segurança Viária Global, Diogo Dias Lemos, destaca a velocidade como um dos principais fatores contribuintes para as mortes no trânsito. Ele ressalta a importância da gestão das velocidades como uma medida efetiva para salvar vidas e apela para que as autoridades adotem estratégias eficazes de administração para enfrentar essa grave questão.

MOBILIDADE SAMPA

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais e fique informado sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana:

  • Twitter
  • Instagram
  • Telegram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Igor Roberto
    Igor Robertohttps://noticiando.net/
    Paulistano, empreendedor e pai. Formado em gestão pública e graduando em Direito. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana e o transporte público. É o redator de conteúdo dos sites de mobilidade do Grupo PLN. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@grupopln.com.br.

    ÚLTIMOS POSTS

    ESCREVA SEU COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    SIGA-NOS

    6,317SeguidoresSeguir
    28,236SeguidoresSeguir
    439InscritosInscrever
    PUBLICIDADE

    ÚLTIMOS POSTS