Carnaval 2023: como o feriado impacta nos processos de logística?

No dia 21 de fevereiro, acontece a comemoração oficial do Carnaval, que retoma seus moldes tradicionais devido ao avanço da vacinação contra o COVID-19. Com as ruas movimentadas e o mercado aquecido, investir em processos de logística é fundamental para garantir uma boa experiência dos consumidores, assim como a manutenção do fluxo de compra e venda. 

É fato que, na data, o comércio dispara. Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estimam que o Carnaval de 2023 movimente R$ 8,18 bilhões em receitas, valor 26,9% maior que em 2022. “O Carnaval costuma movimentar a logística. Isso porque as compras, tanto presenciais quanto no e-commerce, aumentam bastante e, com isso, as operações precisam ter processos otimizados para conseguir driblar todas as mudanças na cidade e garantir as entregas no prazo”, afirma Caio Reina, CEO e fundador da RoutEasy, startup que oferece soluções de otimização, gestão e orquestração logística.

As empresas precisam se preparar para o antes, durante e o depois do Carnaval, pensando em organizar e abastecer seus estoques, otimizar o tempo das entregas, simplificar as rotas através da roteirização, acompanhar em tempo real os envios e monitorar todos os dados do pós-compra. 

A RoutEasy, pode ajudá-las em todos estes processos. A startup utiliza inteligência artificial para criar rotas de entregas otimizadas e ajudar os clientes a diminuírem seus custos, reduzindo tempo no planejamento e adquirindo maior competitividade em relação aos prazos. Em relação à gestão, a RoutEasy permite que as empresas acompanhem o status da rota em tempo real, com monitoramento completo. E, por fim, com o módulo de orquestração, a startup possibilita a automatização total do fluxo de trabalho, garantindo processos mais rápidos e viabilizando as entregas expressas – em algumas horas ou até minutos. 

Outra empresa que permite maior agilidade na entrega é a Motz, transportadora digital que agiliza e simplifica a jornada logística de caminhoneiros e embarcadores. Com uma frota presente em mais de 100 pontos de expedição em todo o Brasil, com atuação em praticamente todos os estados do país, os motoristas autônomos conseguem realizar entregas mais ágeis, tendo selecionado previamente as cargas e as rotas.

Por meio de um aplicativo destinado a estes profissionais e um contínuo investimento em tecnologia, a Motz monitora e acompanha todo o processo de transporte das cargas. Na prática, o motorista busca a carga que mais faz sentido, de forma rápida e com 100% de transparência com relação aos valores do frete. “Os avanços tecnológicos e a utilização de processos simplificados fornecem mais segurança, agilidade e retorno às empresas”, afirma André Pimenta, CEO da Motz.

Sobre a RoutEasy

A RoutEasy é uma startup de logística que utiliza inteligência artificial em soluções de otimização e gestão de entregas. Com mais de 300 clientes no Brasil e na América Latina, a Logtech aposta na inovação no tradicional setor de entregas e passou a integrar, em dezembro de 2022, o ecossistema de soluções logísticas nstech. Sua atuação é baseada em algoritmo genético, programação e inteligência artificial, os quais são utilizados para otimizar e integrar processos. Isso contribui para maior produtividade e menor custo de entrega, e, assim, a startup fundada por Caio Reina gera economia de até 40% a seus clientes, que reúnem nomes como Shopee, Royal Canin, Rodonaves, GPA, Magalu, Obramax e DHL. Em agosto de 2021, a RoutEasy recebeu um aporte liderado pelo Grupo Ultra (UVC) no valor de R$5,8 milhões. 

Sobre a Motz

A Motz é a transportadora digital da Votorantim Cimentos, criada com o espírito de startup de uma logtech, mais enxuta, ágil, inovadora e com muita tecnologia. Tem como objetivo conectar as cargas de embarcadores com os motoristas autônomos, aliando a solidez, a capilaridade e a segurança no atendimento. Com cerca de 25 mil motoristas cadastrados em sua base, a Motz está presente em mais de 100 pontos de expedições em todo o Brasil, com atuação nas principais cidades e corredores de transporte rodoviário no país. Foram mais de 300 mil viagens no último ano, registrando a média de 30 viagens a cada hora. Mais informações no link.