Desmoronamento de obras da Linha 6-Laranja interditam pistas da Marginal Tietê

Na manhã desta terça-feira, dia 1º de fevereiro de 2022, uma cratera se abriu na pista local da Marginal Tietê, sentido rodovia Ayrton Senna, antes da Ponte da Freguesia do Ó, em função do desmoronamento das obras da Linha 6-Laranja, ao lado da Avenida Santa Marina.

Em função disso, as pistas central e local ficaram interditadas entre as pontes do Piqueri e da Freguesia do Ó, sentido rodovia Ayrton Senna. Após o acidente, as faixas da pista expressa, sentido rodovia Ayrton Senna, ficaram totalmente bloqueadas, logo depois, duas faixas foram liberadas para o trânsito de veículos. A pista expressa foi totalmente liberada às 13h.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego, o trânsito da pista local, sentido rodovia Ayrton Senna, foi desviado para o corredor das avenidas Ermano Marchetti e Marquês de São Vicente e retornavam para a Marginal Tietê, na altura da Praça Pedro Corazza. Os veículos que trafegam pela pista central foram desviados para a pista expressa, na altura do canteiro de obras, retornando para a pista central a seguir.

Os veículos oriundos das rodovias Presidente Dutra, Fernão Dias, Bandeirantes, Anhanguera e Castelo Branco foram direcionados para o Rodoanel e ao mini-anel viário, formado pelas avenidas Salim Farah Maluf, Luiz Ignácio de Anhaia Mello, das Juntas Provisórias, Presidente Tancredo Neves e dos Bandeirantes.

Agentes de campo da Companhia estiveram no local orientando os condutores. A Companhia de Engenharia de Tráfego pedia aos motoristas que evitassem a Marginal Tietê e as vias da região.

Na manhã desta terça-feira, o prefeito Ricardo Nunes se reuniu com o comitê de crise para tratar a questão do acidente com as obras da Linha 6-Laranja e constituiu um grupo de trabalho envolvendo secretarias municipais, estaduais, empresas estatais e autarquias. No início da tarde, o prefeito vistoriou o local do acidente nas obras da Linha 6-Laranja e conversou com as autoridades estaduais envolvidas na questão para conhecer a situação.

“Estamos analisando os riscos para verificar se poderemos, ou não, liberar a pista central. Estamos em um trabalho conjunto envolvendo Prefeitura, Sabesp, Metrô, a empresa responsável, Secretaria Municipal de Transportes e a CET, que já elaborou um plano de ação com relação ao trânsito desta via, que recebe 450 mil carros diariamente, uma preocupação muito grande para a cidade. Faremos todas as ações conjuntas, sempre prevalecendo a questão da segurança”, declarou o prefeito.

Trânsito na Marginal Tietê

Veja como está o trânsito na região: