Ausência de máscaras de proteção facial em São Bernardo do Campo é passível de multa a partir de sexta-feira, dia 15

Penalidade para quem foi apanhado sem o equipamento é de R$ 100,00; empresas que não se adequarem às novas regras podem ter multas de até R$ 10 mil; fiscalização é feita pela Guarda Civil Municipal

9
Máscaras de proteção
Imagem de Orna Wachman por Pixabay

Quem estiver em local público, em São Bernardo do Campo, a partir desta sexta-feira, dia 15 de maio de 2020, e for apanhado sem máscaras de proteção poderá ser multado em R$ 100,00. A penalidade para empresas que não se adequarem às novas regras pode chegar a R$ 10 mil.

A medida foi decretada pelo prefeito Orlando Morando, no dia 7 de maio, para combater o avanço da Covid-19. A fiscalização é feita pela Guarda Civil Municipal.

Os moradores devem usar o equipamento de proteção individual em vias públicas e feiras livres, parques e praças (quando permitida sua utilização), pontos de ônibus, terminais de transporte e rodoviárias, ônibus, táxis e carros de aplicativos, repartições públicas, além de estabelecimentos educacionais, comerciais, industriais, bancários, empresas prestadoras de serviços, igrejas, templos e qualquer outro local em que possa haver aglomeração de pessoas.

Para fazer valer a medida, os estabelecimentos devem exigir a utilização de máscaras a todos que transitarem no local, além de condicionar o uso do artigo para o acesso e permanência, seja no horário de funcionamento ou fora dele.

“O ideal é que a população respeite o isolamento social, permanecendo em casa. Mas quando há necessidade de sair, é fundamental que todos se protejam. O coronavírus tem alto poder de transmissão e as máscaras de proteção reduzem o perigo de contaminação. Também pedimos para que as pessoas priorizem o uso de máscaras artesanais, feitas com tecido, e deixem as industrializadas de uso hospitalar para os profissionais de saúde”, afirmou o prefeito.

Deixe seu comentário