Parte do pneu de monotrilho caiu na Avenida Sapopemba

178
Estações do monotrilho Linha 15-Prata
Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Uma parte do pneu da composição M20 da Linha 15-Prata do monotrilho, que estourou na manhã da quinta-feira, dia 27 de fevereiro, caiu na Avenida Sapopemba, na região do Jardim Planalto, na Zona Leste. A informação foi divulgada pelo Diário do Transporte.

O Metrô confirmou em nota ao Diário do Transporte que trata-se de parte da peça runflat que integra o pneu.

Leia abaixo a nota do Metrô na íntegra:

“Identificamos que a peça em questão é parte do runflat do pneu rompido do trem M20. Apesar de o sistema monotrilho ter sido projetado e concebido com uma tela que recobre toda via, para evitar ocorrências deste tipo, houve este caso pontual.

Estamos cobrando que a Bombardier, que faz parte do Consórcio CMEL – responsável pela da Linha 15, identifique os problemas que são de sua responsabilidade.

O Metrô acionou o seu departamento jurídico para estudar como os responsáveis pelo consórcio que construiu a Linha 15-Prata podem ser penalizados pela paralisação da Linha. Os prejuízos decorrentes dessa paralisação também serão cobrados, tão logo seja identificada a natureza do problema.

O Metrô está acompanhando os trabalhos, além de cobrar urgência na solução do problema, para que a linha volte a funcionar.”

A peça runflat que integra o pneu foi encontrada por um funcionário de uma loja de ferro e aço em frente ao estabelecimento. Ele disse que além da peça, havia outras peças menores no chão que também eram do monotrilho, segundo o que ouviu de um funcionário do Metrô.

Em razão do estouro do pneu e da possibilidade de acontecer ocorrências semelhantes, por precaução, o Metrô suspendeu por tempo indeterminado a operação da Linha 15-Prata. Os passageiros são atendidos por ônibus gratuitos da operação Paese entre São Mateus e Vila Prudente.

Deixe seu comentário