Obras em quatro ciclofaixas serão iniciadas neste mês de novembro

31
Ciclofaixas na cidade
Foto: Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes

A Prefeitura de São Paulo informou que vai iniciar, neste mês de novembro, obras em mais quatro ciclofaixas da cidade.

Na Zona Norte, as ciclofaixas Afonso Lopes Vieira, na região da Casa Verde e Vila Nova Cachoeirinha, José Natividade Saldanha e Padre Orlando Garcia da Silveira, na região da Freguesia do Ó e Brasilândia, terão o processo de requalificação iniciado.

Já na região central, a ciclofaixa da Ponte das Bandeiras também passará por obras. As vias ou trechos em processo de requalificação receberão faixas comunicando sobre a execução do serviço.

Como todas as obras realizadas até agora, a requalificação prevê troca do pavimento e sinalização, com raspagem do asfalto antigo e a aplicação de uma nova camada do pavimento asfáltico. E obras de microdrenagem, em guias e sarjetas, conforme diagnosticada a necessidade.

Com a conclusão do recapeamento e da infraestrutura é implantada a nova sinalização, com pintura em vermelho aplicada apenas na aproximação das travessias, proporcionando maior atenção dos ciclistas aos cruzamentos. Serão instalados tachões a cada metro, o que garante mais segurança aos ciclistas.

Trechos das ciclofaixas com obras iniciadas ou em fase de implantação de sinalização somam, atualmente, cerca de 37 quilômetros de requalificações. Ciclofaixas concluídas, com obras de guias e sarjetas, além de recapeamento e sinalização somam aproximadamente 9 quilômetros.

Atualmente, a cidade conta com 503,6 quilômetros de infraestrutura cicloviária. Desse total, 310 quilômetros passarão por melhorias, conforme o plano de metas da Prefeitura de São Paulo, que prevê também a implantação de 173 quilômetros de conexões, com verba total de R$ 325,7 milhões para o biênio 2019 e 2020.

Vale destacar que integra o Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo um novo Plano Cicloviário, que será apresentado em breve. O objetivo é justamente melhorar a qualidade e fazer a conexão entre as ciclovias e ciclofaixas já existentes entre si e com os terminais de ônibus e estações do Metrô e da CPTM.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here