Protesto contra o governo Temer bloqueia vias da Zona Oeste

103
Grupo de manifestantes coloca fogo em lixo na Avenida Eusébio Matoso, em Pinheiros (Foto: GloboNews/Reprodução)

Um protesto contra o governo Temer teve depredação de concessionárias e de pontos de ônibus e bloqueio de vias, como a Marginal Pinheiros, na noite desta sexta-feira (2). O ato começou pacífico no Largo da Batata, na Zona Oeste, mas ficou violento depois de policiais militares impedirem os manifestantes de seguirem até a Praça Benedito Calixto.

Ao menos dez pessoas foram detidas. O número de manifestantes presentes no ato não foi divulgado pela organização ou pela Polícia Militar. Este é o quinto ato que termina em violência nesta semana.

Com cartazes pedindo a saída de Michel Temer, os manifestantes também afirmavam ser favoráveis a novas eleições presidenciais. Às 20h10, lideranças do ato concordaram que o protesto siga até a Praça Benedito Calixto, em Pinheiros.

Os policiais militares, porém, disseram aos manifestantes que não foram informados formalmente sobre esse ato. Manifestantes disseram que avisaram pelas redes sociais e que os soldados sabiam que haveria o ato, pois estavam no Largo da Batata desde o começo da tarde.

Às 20h50, os manifestantes começaram a andar na Avenida Brigadeiro Faria Lima em direção à Rua dos Pinheiros. Policiais com motos e outros com escudos fecharam a passagem. Diante do impedimento da Polícia Militar, o grupo de mulheres negras, que tinha convocado o ato e o liderava, desistiu e foi embora.

Protesto contra Michel Temer em São Paulo (Foto: GloboNews)
Protesto contra Michel Temer em São Paulo (Foto: GloboNews)

Um grupo menor de manifestantes tomou a frente do protesto. Eles, então, seguiram entre carros pela Rua Cardeal Arcoverde. Sacos de lixo foram espalhados pela via. Depois, entraram na Avenida Eusébio Matoso, onde depredaram uma concessionária e pontos de ônibus. Uma mulher foi detida em um ônibus na Avenida Eusébio Matoso. Outros dois jovens também foram detidos.

Parte dos manifestantes desceu a via em direção à Marginal Pinheiros. Outra concessionária e mais pontos de ônibus tiveram vidraças quebradas. Lá, eles ocuparam a pista local e seguiram em direção ao Terminal Pinheiros de ônibus. Minutos depois, policiais militares chegaram até a Marginal Pinheiros e detiveram sete pessoas para averiguação. A via foi liberada às 22h.

* Atualização: 22h32

* Com informações do portal G1

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here