Aplicativo Coletivo ajuda você a melhorar sua viagem pela capital paulista

184
viagem
Foto: Reprodução

Estimulando a colaboração das pessoas, o aplicativo Coletivo, lançado hoje no Dia Mundial Sem Carro, pretende informar mais do que o horário em que os ônibus chegam: imprevistos, atrasos, inundações, tudo que interfere nesse horário pode ser comunicado em tempo real pelos passageiros.

O aplicativo Coletivo usa a colaboração como estratégia para fornecer informações em tempo real sobre os ônibus e a rede de transportes da cidade de São Paulo.

Buscando proporcionar uma melhor experiência no deslocamento cotidiano, o Coletivo integra, além das informações de transporte, outras fontes de dados, oferecendo informações sobre a cidade, eventos culturais e alertas.

Os dados utilizados pelo aplicativo vêm do Olho Vivo (sistema de aproximação e localização online dos ônibus da cidade de São Paulo), da Companhia de Engenharia de Tráfego e das contas oficiais de órgãos públicos e rádios no Twitter para as informações sobre ônibus. As informações sobre eventos e cultura vêm de uma parceria com o Catraca Livre.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O aplicativo já tem mais de 7 mil instalações, registrando cerca de mil usuários diferentes por mês. Outros aplicativos de mobilidade estão disponíveis, mas o que faz a diferença em relação ao Coletivo – como o próprio nome já diz – é criar uma comunidade de passageiros engajados em melhorar o transporte público e em fornecer informações que ajudem as pessoas a se locomover.

A colaboração é a funcionalidade mais importante e os mecanismos para que ela aconteça são simples e facilmente acessíveis. Há um potencial para criar uma comunidade que gere dados em grande quantidade e alta qualidade.

“Em São Paulo, mais de 6,5 milhões de pessoas usam transporte público diariamente, 65% das quais tem smartphone. Nosso foco está no usuário habitual de transporte público, de 16 a 45 anos, o que inclui estudantes secundaristas e universitários que utilizam o transporte público de manhã até a noite, trabalhadores que não possuem carro e profissionais liberais que possuem carro, mas usam o transporte público como opção. É um público majoritariamente feminino (60%) que complementa sua viagem a pé”, define Ivo Pons, da Scipopulis, empresa criadora do Coletivo.

Os usuários do aplicativo já compartilham informações como posição dos ônibus e tempo de espera, mas a intenção é adicionar e incentivar cada vez mais formas de colaboração, incluindo lotação ou nota para o motorista.

O aplicativo Coletivo pode ser baixado gratuitamente e está disponível para Android, sistema operacional usado nos smartphones de mais de 85% dos passageiros de transporte público na cidade de São Paulo. Mas há planos de expansão para outras plataformas.

Redes Sociais

Siga o Coletivo nas redes sociais: Facebook e Twitter.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here