1ª Arena de Inovação de São Paulo atinge objetivos propostos

Realização da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo e da Adesampa (Agência São Paulo de Desenvolvimento ), integrou jovens empreendedores, universidades e pesquisa tecnológica de ponta

120

A 1ª Arena de Inovação de São Paulo foi realizada nesta terça-feira, 7 de junho, na Praça das Artes (Centro). Promovida pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo e da Adesampa (Agência São Paulo de Desenvolvimento), a 1ª Arena atingiu os objetivos propostos: uniu jovens empreendedores, representantes de universidades, pesquisadores de tecnologia de ponta e poder público.

O secretário municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, Artur Henrique, disse que a gestão pública tem a função de “quebrar o gelo”, articulando relações mais estreitas entre o serviço público e os cidadãos. “São Paulo está fazendo a diferença e, por isso, a cidade está mudando”, afirmou Henrique.

O presidente da Adesampa, Sérgio Miletto, no discurso de abertura do evento, agradeceu todos os parceiros que tornaram possível a realização da 1ª Arena. Miletto citou o VaiTec (Programa de Valorização de Iniciativas Tecnológicas), realizado pela Adesampa e que se encontra em sua segunda edição, como uma estratégia de desenvolvimento que vai criar espaço para troca de experiências e de conhecimento vai proporcionar uma cidade melhor e agregar valor ao que já é produzido.

Segundo o presidente da Adesampa, “a maior inovação de São Paulo é, na realidade, o ambiente que passou a respeitar as pessoas”. Com a redução da velocidade nas ruas e avenidas, lembrou Miletto, “a cidade está mais calma, mas muito mais eficiente”.

O representante do Conselho Municipal de Ciência e Tecnologia, Antonio Saraiva, parabenizou os organizadores da 1ª Arena e disse que São Paulo tem condições privilegiadas para promover a pesquisa e a inovação. “A economia de São Paulo é pujante, mesmo em situações adversas.”

Para Beatriz Gusmão, diretora da São Paulo Negócios, São Paulo tem se igualado a outras metrópoles importantes do mundo, como Londres, Berlim e Nova York, na realização de eventos relacionados à tecnologia. “A 1ª Tech Week reuniu 25 mil participantes em 2015 em 130 eventos”, destacou, acrescentando que a próxima edição da Tech Week acontecerá em novembro próximo.

O coordenador de Conectividade e Convergência Digital da Secretaria Municipal de Serviços, João Cassino, lembrou que, quando a Prefeitura de São Paulo levou o acesso à internet a praças da cidade, os críticos disseram que isso aumentaria o número de roubos e furtos. “Na realidade, aconteceu o oposto: com o maior fluxo de pessoas, houve redução do número de ocorrências”.

A 1ª Arena de Inovação teve como palco um complexo cultural, inaugurado em 2012 e premiado como Edifício do Ano de 2013 pelo Icon Awards. A Praça das Artes faz parte do projeto de revitalização do centro histórico de São Paulo e ocupa um terreno em forma de “T” entre a rua Conselheiro Crispiniano, avenida São João e o Vale do Anhangabaú.

Nesse espaço amplo, moderno e contemporâneo, que é uma espécie de extensão do Teatro Municipal, foi possível realizar painéis temáticos simultâneos e apresentações relâmpago (pitchs) dos projetos premiados pelo VaiTec. O evento teve lotação máxima permitida, com a presença de 200 pessoas, a maioria jovens interessados em tecnologia, acompanhando as palestras e circulando pelas instalações.

Segundo o presidente da Adesampa, Sérgio Miletto, o sucesso da 1ª Arena de Inovação autorizou a programação de outras duas Arenas até o final do ano. “Vamos realizar mais três edições da Arena, em agosto, outubro e dezembro”, afirmou Miletto.

A Adesampa era uma meta de governo e foi cumprida pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, por meio de um projeto de lei, aprovado pela Câmara Municipal de São Paulo em 8 de novembro de 2013. Adesampa é vinculada por cooperação à Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo.

Deixe seu comentário