Multas de trânsito em São Paulo crescem 43% em 2015

Motoristas sofreram 13,3 milhões de multas na capital no ano passado. Radares autuaram 595% a mais que em 2014 por desrespeito a semáforo.

179
parcelamento de Multas de Trânsito

Os motoristas que trafegam em São Paulo sofreram 13,3 milhões de multas de trânsito em 2015, 43% mais que as 9,3 milhões de multas registradas em 2014. Entre as categorias com maior aumento está a de multas por desrespeito ao semáforo registradas por radares, com aumento de 595%.

Os levantamentos foram feitos a partir de dados divulgados pela Prefeitura de São Paulo no Painel Mobilidade Segura, site lançado em fevereiro para aumentar a transparência da fiscalização, segundo o prefeito Fernando Haddad.

Nesta sexta-feira (1º), o diretor de planejamento da CET, Tadeu Duarte, afirmou que o aumento na fiscalização se deve à expansão de radares para a periferia de São Paulo para liberar os agentes de trânsito para outros trabalhos. Ele comentou ainda o aumento das multas de semáforo dizendo que a prefeitura já colocou o serviço de amarelo-piscante onde foi tecnicamente possível.

Ainda segundo Tadeu Duarte, a verba arrecadada com as multas – cerca de R$ 988 milhões – é aplicada em engenharia de tráfego, policiamento e educação no trânsito, como prevê a legislação.

Estacionamento proibido

O telejornal Bom Dia São Paulo da TV Globo mostrou na sexta-feira (1º) que o número de multas por estacionamento proibido foi de quase 1,2 milhão em 2015. Isso inclui estacionamento em horários e local proibido. A reportagem do telejornal flagrou vários carros parados em ciclovias da cidade. Em 2015, foram aplicadas duas mil multas em motoristas que estacionaram em ciclovias e ciclofaixas.

Conversão irregular

Já em relação a conversão irregular, houve queda de multas de cerca de 14%, com um total de 411 mil multas em 2015. A Marginal Tietê, no acesso para a Ponte das Bandeiras, foi um dos locais onde essa redução ocorreu. O chamado “gato” é punido com 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de R$ 127,69.

Velocidade

Na quarta-feira (30), o Painel Mobilidade Segura atualizou seus dados e incorporou os números relativos a dezembro. Com essa atualização, a cidade teve 5,1 milhões de multas por excesso de velocidade, 65% mais que os 3,1 milhões registrados em 2014. O mês de dezembro foi um dos meses do ano com mais multas – até novembro, a Prefeitura tinha registado 4,3 milhões de infrações.

O radar que mais multa por excesso de velocidade fica na Avenida dos Bandeirantes, embaixo do viaduto da Avenida Washington Luís, que produziu mais de 300 mil multas em 2015. A avenida foi uma das várias que tiveram o limite de velocidade alterado de 60 km/h para 50 km/h no ano passado.

Faixas de ônibus

A criação de faixas exclusivas de ônibus é uma das estratégias da administração municipal para tentar melhorar a mobilidade na capital. Isso, porém, impacta nas multas para quem invade esse tipo de faixa. Em 2015, os radares flagraram 761.960 invasões às faixas de ônibus, 68% mais do que em 2014, segundo dados de janeiro a novembro. A infração é considerada gravíssima. O motorista leva 7 pontos na carteira e paga R$ 191,54.

Madrugada

Apesar do crescimento das multas por velocidade, o maior aumento foi em relação ao avanço do semáforo vermelho, infração usualmente praticada durante a madrugada. O aumento foi de quase 600% se considerada apenas a fiscalização eletrônica por radares.

Isso coincide com mudanças recentes na fiscalização. Em 2014, a Prefeitura começou a instalar radares que enviam as imagens em tempo real para uma central, onde as imagens com as placas dos carros são digitalizadas. Dos 925 pontos de fiscalização, 169 já possuem essa tecnologia. Antes, máquinas fotográficas faziam os registros e era preciso revelar as fotos, o que diminuía a qualidade da prova.

O cruzamento da Avenida Jacú-Pêssego com a Rua Montanhas, na Zona Leste de São Paulo, foi o campeão de multas – com 8.323 registros em 2015 – 90% entre as 22h e às 6h.

Fonte: G1

Deixe seu comentário