3 em cada 4 multas de avanço de sinal são aplicadas de madrugada

A Prefeitura de São Paulo contabilizou 246.453 multas em 2015 somente por avanço do sinal vermelho (por fiscalização eletrônica). O desrespeito ao semáforo, no entanto, é expressivamente maior de madrugada do que no período da manhã na cidade de São Paulo. De acordo com dados do portal Mobilidade Segura, o número de multas durante a noite, no ano passado, foi três vezes maior do que durante o dia — entre 21h e 5h foram aplicadas 185.373 multas enquanto das 6h às 20h o número fica em 61.080.

O problema não é novo e os números só cresceram nos últimos anos. Em 2013, entre 21h e 5h, as multas ficaram em 8.609, passaram para 27.485 em 2014 e saltaram para mais de 185 mil em 2015 e muitos motoristas que circulam de madrugada pela capital não respeitam o sinal vermelho com receio de assaltos ou abordagens nos semáforos.

Por outro lado, mesmo com fluxo menor de veículos e de pedestres, neste horário há também registro de acidentes graves e atropelamentos.

A multa por avançar o sinal vermelho é gravíssima, custa R$ 191,54 e o motorista perde sete pontos na carteira de habilitação. Em três anos, foram 304.045 infrações do tipo (registradas por fiscalização eletrônica) na cidade.

Sobre o aumento do número de multas na capital, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) informou que isso “ocorre porque houve um aumento na fiscalização do trânsito e de desrespeito dos condutores às leis de trânsito. Pesquisa recente mostrou que a maioria dos acidentes foi provocada ou teve a participação de motoristas habitualmente multados por excesso de velocidade ou por avançar o sinal vermelho”.

* Com informações do portal R7

Deixe um comentário