Concessão das linhas 5-Lilás e 17-Ouro do Metrô

458
Estação Eucaliptos da Linha 5-Lilás. Foto: Metrô de São Paulo

O secretário de transportes metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, em entrevista recente a revista Brasil Engenharia, disse que o Governo do Estado de São Paulo estuda conceder para a iniciativa privada a operação da linha 5-Lilás. Atualmente ela tem sete estações. Os planos são de entrega de mais nove estações em 2017 e uma décima em 2018.

Clodoaldo disse que a proposta do governo também é de conceder os monotrilhos das linhas 17-Ouro e 15-Prata para a iniciativa privada.

Com a concessão da Linha 5-Lilás, ele disse que o governo estuda estender a linha com previsão de novas estações nos bairros Capão Redondo e Jardim Ângela. Também disse: “como a Linha 5-Lilás cruza com a Linha 17-Ouro, eventualmente se poderá fazer uma concessão cassada. O governo, por meio de seu comitê de PPP é que vai estudar isso”.

Para se conceder uma linha é preciso verificar se ela poderá dar retorno ao parceiro privado. Se constatado o retorno, pode fazer com que o setor privado realize novos investimentos.

Obras da Linha 5-Lilás

Em execução desde maio de 2011, a extensão da linha 5 ligará a estação Adolfo Pinheiro, no bairro de Santo Amaro, à estação Chácara Klabin da Linha 2-Verde. O trecho será composto por 10 estações (Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin, Campo Belo, Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin), 13 poços, 1 estacionamento de trens sob o Parque das Bicicletas, 1 pátio de estacionamento e manutenção (Guido Caloi), 1 subestação primária e 26 novos trens.

Deixe seu comentário