Metrô inicia obras de ampliação na estação Penha: rapumes serão instalados sem afetar operação dos trens

O Metrô de São Paulo dará início às obras de ampliação na estação Penha, localizada na Linha 3-Vermelha, por meio da colocação de tapumes na plataforma, como parte do processo preparatório para as futuras intervenções. A operação com os tapumes instalados começará às 4h40 da próxima sexta-feira (17), e, a princípio, não afetará o embarque e desembarque de passageiros, nem bloqueará qualquer escada da estação.

Os tapumes serão posicionados no trecho central da plataforma, ao fim do sentido leste, para alocar equipamentos e iniciar a adaptação para as obras. Essa primeira etapa da intervenção não terá impacto na operação dos trens e permitirá a circulação normal dos passageiros.

Em uma segunda fase, cuja data ainda será definida, os tapumes serão estendidos para as escadas rolantes e fixas do trecho leste da estação, impedindo seu uso. Essa medida se faz necessária para desmontar ambas as escadas, condição essencial para a ampliação do mezanino da estação.

No último dia 9, o Metrô realizou um simulado de interdição para avaliar os impactos do bloqueio das escadas e a interdição parcial da plataforma. Todas as novas orientações de fluxo para os passageiros serão divulgadas por meio de cartazes estrategicamente posicionados na estação, mensagens sonoras e assistência dos funcionários, que estarão preparados para auxiliar no que for necessário.

As obras na estação Penha fazem parte do projeto de ampliação da Linha 2-Verde, que inclui a construção de duas novas estações (uma para a Linha 2 e outra para a Linha 11-Coral), além da expansão da estação existente da Linha 3-Vermelha para facilitar a integração entre as linhas. Durante o período estimado de até 24 meses de obras, os passageiros poderão enfrentar alguns inconvenientes no dia a dia, como a redução de escadas rolantes e a interdição de espaços no mezanino para a execução dos trabalhos.

Complexo Penha

O complexo de estações da Penha contempla a entrega de uma nova estação subterrânea para a Linha 2-Verde, uma estação em superfície para a Linha 11-Coral da CPTM, além da conexão com a existente estação da Linha 3-Vermelha do Metrô e sua ampliação. Esse terminal multimodal vai ajudar a redistribuir o fluxo de passageiros e dar novas opções de trajeto, facilitando a chegada dos moradores da Zona Leste às regiões da Paulista, Sul e Sudoeste.

O complexo terá cerca de 25 mil m² de área construída, 43 escadas rolantes e oito elevadores. Para a estação da Linha 2, a área será de 17,5 mil m², com 25 metros de profundidade. Serão 30 escadas rolantes e 16 fixas, com seis elevadores. Já a estação da Linha 11 ficará entre as estações das linhas 3-Vermelha e 2-Verde, contando com 7 mil m² de área construída, 13 escadas rolantes, três fixas, dois elevadores e quatro diferentes níveis.

Todo o complexo, incluindo a estação da Linha 3 já existente, deverá receber 102 mil passageiros por dia, tornando-se a estação mais movimentada do novo trecho da Linha 2-Verde. A ampliação desta linha vem sendo feita pelo Metrô que está construindo oito novas estações e 8,4 km de vias entre a Vila Prudente e a Penha.

Deixe um comentário