Suzano: Plano Cicloviário e de Mobilidade Ativa é apresentado durante evento

A Prefeitura de Suzano, por meio das Secretarias Municipais de Planejamento Urbano e Habitação e de Transporte e Mobilidade Urbana, apresentaram nesta segunda-feira (26/09) o novo Plano Cicloviário e de Mobilidade Ativa. A ação inédita contempla o estudo de implantação de novas ciclovias no município. A iniciativa tem o objetivo de garantir mais segurança e atender às necessidades dos ciclistas de Suzano, promovendo uma cidade mais sustentável, saudável e gentil.

O lançamento foi prestigiado pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi, que comemorou a novidade. Para ele, o plano vem ao encontro de Suzano pensada a longo prazo, com foco no desenvolvimento e na mobilidade, além da qualidade de vida da população. A explanação foi liderada pelas Secretarias de Planejamento Urbano e Habitação e de Transporte e Mobilidade Urbana, além da empresa especializada TC Urbes.

Na oportunidade, o plano foi apresentado a entidades de classe, a vereadores e a representantes de grupos de ciclismo atuantes na cidade. O estudo terá duração de cinco meses, com previsão de conclusão em março e investimento de R$ 178 mil. Segundo o secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Elvis Vieira, a iniciativa está prevista nos planos Diretor e de Mobilidade Urbana de Suzano.

“O Plano Cicloviário e de Mobilidade Ativa observa as necessidades de transformação do município, conforme as diretrizes consolidadas nos planos Diretor e de Mobilidade Urbana, aprovados em 2017 e em 2019. Agora damos início a um estudo inovador, que permite uma visão ampla quanto à mobilidade e à rotina da população, evidenciando a bicicleta como um meio de transporte na cidade”, disse.

Para além da reestruturação urbana, o prefeito Rodrigo Ashiuchi também destacou a importância da bicicleta para o estímulo à prática do exercício físico. “Sou um grande entusiasta do ciclismo, um hábito que adotei nos últimos anos e que tem feito total diferença na minha rotina. Tenho certeza de que essa ampliação da malha cicloviária virá a transformar nossa cidade e a qualidade de vida dos suzanenses”, comentou.

Atualmente, Suzano conta com nove quilômetros de rede cicloviária. São duas ciclofaixas, sendo uma no bairro Cidade Miguel Badra, que envolve a Avenida Edmilson Rodrigues Marcelino e a Rua Jesusa Sanches Pricevicius, com cerca de 3 mil metros de comprimento, e outra na Avenida Brasil, entre o Jardim Imperador e o Jardim Monte Cristo, de 1,8 mil metros.

A cidade também tem duas ciclovias importantes: uma na Avenida Vereador João Batista Fitipaldi, entre o Parque Maria Helena e a Vila Maluf, com 1,6 mil metros de extensão, e outra na Avenida Mogi das Cruzes, entre o Jardim Imperador e o Jardim Monte Cristo, com 720 metros. Além disso, ciclistas ainda têm à disposição uma pista no Parque Municipal Max Feffer. A estrutura é destinada também a praticantes de caminhada e de corrida e a usuários de patins, patinetes, entre outros.

Com o novo Plano Cicloviário e de Mobilidade Ativa a expectativa é de que a rede seja ampliada para outras regiões, com a intenção de contar com ciclovias em áreas estratégicas, como na Avenida Jorge Bey Maluf, que liga Suzano e Mogi das Cruzes, e na Avenida Senador Roberto Simonsen, que vai ter um novo trecho de ligação da região da Casa Branca com o Centro.

Presenças

O lançamento da iniciativa também foi acompanhado pelo representante da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, Claudinei Galo; pelo integrante da empresa TC Urbes Ricardo Corrêa da Silva; pelo chefe de Gabinete, Afrânio Evaristo da Silva; pelos vereadores Artur Takayama e Marcel Pereira da Silva, o Marcel da ONG; pelo presidente da Associação dos Engenheiros Arquitetos e Agrônomos de Suzano, Eduardo Habu (AEAAS); pelo presidente da Associação dos Corretores de Imóveis de Suzano, Ademilson Alves Bernardes (Acoris); pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano, Fernando Fernandes; e pelo diretor do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) – Campus Suzano, Eugênio Zampini.