Que fim levou os trens batidos da Linha 15-Prata do monotrilho?

366
Foto: Reprodução

No fim da noite de 29 de janeiro de 2019, uma colisão entre dois trens da linha 15-Prata, do monotrilho, chocou quem passava próximo à estação Jardim Planalto. Na época, a área era considerada não operacional, portanto, os trens estavam sem passageiros no momento do incidente.

Na época, o Metrô justificou que a colisão aconteceu durante uma manobra.

Os estragos causados pela colisão, foram enormes e até hoje as composições estão fora de operação.

Dois anos após a colisão, o Mobilidade Sampa procurou o Metrô de São Paulo para obter informações sobre o retorno dessas composições e se o seguro cobriu ou se irá cobrir os danos.

Em nota ao Mobilidade Sampa o Metrô disse que o processo para reparo e custeio pela seguradora está em fase final. Veja a nota completa abaixo:

“A colisão ocorreu em uma área não operacional, com trens fora da operação comercial. O processo para reparo e custeio pela seguradora está em fase final. Lembrando que a Linha 15-Prata conta com reserva técnica de trens para substituição e ampliação da oferta, sempre que necessário”.

Deixe seu comentário