Três dicas para evitar fraudes no pagamento do IPVA

Especialista da Zapay, startup especializada no pagamento e parcelamento de débitos de trânsito junto aos órgãos competentes, dá recomendações para a segurança dos consumidores

54
Carros Trânsito
Foto de Mikechie Esparagoza por Pexels.com

Infelizmente as fraudes na internet são cada vez mais comuns. Quem não conhece alguém que teve alguma rede social hackeada ou caiu em algum outro tipo de golpe? Mesmo as grandes empresas não estão imunes a isso. Um demonstrativo desta crescente preocupação é indicado na Pesquisa Global de Identidade e Fraude 2021, da Experian, que aponta que 80% das empresas reportaram que agora tem uma estratégia de reconhecimento do cliente, aumento de 26% se comparado ao primeiro trimestre de 2020.

Neste cenário, as fraudes contra o governo também crescem. Uma nova modalidade é o golpe do IPVA. Como o cidadão pode se prevenir? Confira algumas dicas do Callebe Mendes, CEO da Zapay, startup especializada no pagamento e parcelamento de débitos de trânsito junto aos órgãos competentes:

  1. Não confie em descontos milagrosos

Nenhuma instituição envolvida no pagamento do IPVA, seja ela Detran, Secretaria da Fazenda ou empresas parceiras, envia e-mails, WhatsApp, ligações ou SMS oferecendo descontos no pagamento. “Os cibercriminosos até criam sites falsos para os usuários colocarem seus dados e serem fraudados”, afirma Callebe. Para evitar esse tipo de golpe, o executivo recomenda que os usuários nunca entrem em nenhum link enviado de fontes suspeitas.

  1. A empresa está online?

Existem outras empresas confiáveis, além do Detran, que intermediam o pagamento do IPVA. Como saber se são confiáveis? A orientação do especialista é pesquisar antes de fechar o negócio. “A internet facilita muito a nossa vida, mas pode ser entrada para muitos golpes. Antes de pagar, confira primeiramente se a empresa de fato existe, se tem uma presença online, como site, redes sociais, aplicativos (e qual é a sua avaliação na loja), qual o seu status no site Reclame Aqui. Assim você consegue identificar se é uma empresa idônea e ver opiniões reais dos próprios usuários”, diz Mendes.

  1. Busque o credenciamento no site do Detran

Outra forma de evitar golpes é utilizando o próprio site do Detran. “Nenhuma empresa pode emitir boletos ou fazer qualquer cobrança de IPVA sem estar credenciada no Detran do seu estado. No geral essa identificação aparece no link parceiros. Se não achar, use o campo de busca do site do Detran do seu estado para pesquisar o nome da empresa que está pensando em utilizar e veja o que aparece. Se for autorizada a operar na região constará lá o nome dela”, finaliza Callebe..

Sobre a Zapay

Fundada no final de 2017 em Brasília, a Zapay é uma startup especializada no pagamento e parcelamento de débitos de trânsito junto aos órgãos competentes, que tem como propósito facilitar a vida dos condutores com mais tecnologia e menos burocracia. Comandada por Callebe Mendes, Victor Mahon, Pedro Vogado e Lucas Amoedo, a Zapay tem acesso autorizado e convênio oficial com 25 DETRANs do Brasil. Por meio da fintech, o cliente consegue consultar e pagar débitos de IPVA, multas, DPVAT e licenciamento em um só lugar, sem filas, com rapidez e praticidade e com o parcelamento do débito em até 12x no cartão de crédito.

Deixe seu comentário