São Paulo em estado de atenção para alagamentos nesta terça, dia 1º

A cidade de São Paulo ficou em estado de atenção para alagamentos nesta terça-feira, dia 1º de março de 2022.

Veja abaixo as informações divulgadas pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo.

Estado de atenção para alagamentos

21h08 – Término dos estados de atenção e alerta:

Permaneceu em estado de alerta:

Subprefeitura do Ipiranga de 20h23 às 20h46: Transbordamento do Córrego Ipiranga na altura da Avenida Tereza Cristina com a Rua do Fico.

Permaneceram em estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Leste, de 18h38 às 20h55;
  • Zona Sudeste, de 18h38 às 20h55;
  • Centro, de 18h38 às 20h55;
  • Marginal Tietê, de 18h38 às 20h55;
  • Marginal Pinheiros, de 18h38 às 20h55;
  • Zona Norte, de 18h38 às 20h55;
  • Zona Oeste, de 18h38 às 20h55;
  • Zona Sul, de 18h38 às 20h55.

As áreas de instabilidade que provocaram chuva forte na capital paulista perderam força restando apenas chuva leve com tendência à arrefecimento.

Nas próximas horas, não havia previsão de chuvas significativas. A madrugada terá sensação de tempo abafado.

Maiores índices pluviométricos acumulados nas estações meteorológicas automáticas do CGE até às 20h50:

Pinheiros – 93,6 mm;
Vila Prudente – 79,5 mm;
Vila Mariana – 71,8 mm;
Sé – 70,8 mm;
Penha – 62,5 mm;
Lapa – 55,8mm.

20h32 – Estado de alerta:

  • Subprefeitura do Ipiranga às 20h23: Transbordamento do Córrego Ipiranga, na altura da Avenida Teresa Cristina com a Rua do Fico.

Permaneciam em estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Leste, desde às 18h38;
  • Zona Sudeste, desde às 18h38;
  • Centro, desde às 18h38;
  • Marginal Tietê, desde às 18h38;
  • Marginal Pinheiros, desde às 18h38;
  • Zona Norte, desde às 18h38;
  • Zona Oeste, desde às 18h38;
  • Zona Sul, desde às 18h38.

As áreas de instabilidade que provocaram chuva forte na capital paulista perderam força, no entanto, o grande volume de chuvas elevou as cotas dos rios e córregos, o que colaborou para o transbordamento do Córrego Ipiranga, na região da Avenida Teresa Cristina.

Nas próximas horas, a tendência é de arrefecimento das chuvas.

Maiores índices pluviométricos acumulados nas estações meteorológicas automáticas do CGE até às 20h:

  • Pinheiros – 92,2 mm
  • Sé – 68,2 mm
  • Vila Mariana – 68,2 mm
  • Penha – 62,5 mm
  • Vila Prudente – 61,8 mm
  • Lapa – 55,2 mm

18h54 – Estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Leste, às 18h38;
  • Zona Sudeste, às 18h38;
  • Centro, às 18h38;
  • Marginal Tietê, às 18h38;
  • Marginal Pinheiros, às 18h38;
  • Zona Norte, às 18h38;
  • Zona Oeste, às 18h38;
  • Zona Sul, às 18h38.

Novas áreas de instabilidade formadas pelo calor e a grande disponibilidade de umidade estavam provocando chuva moderada a forte na capital paulista. Essas instabilidades estavam se deslocando de Leste para Oeste e ganhando força na Grande São Paulo. O deslocamento das instabilidades estava lento é havia potencial para formação de alagamentos intransitáveis.

Nas próximas horas, o tempo permanece instável, com chuvas intermitentes.

16h51 – Fim de todos os estados de atenção para alagamentos:

  • Zona Leste: de 14h43 às 16h38;
  • Marginal Tietê: de 14h43 às 16h38;
  • Zona Norte: de 15h35 às 16h38;
  • Centro: de 14h43 às 15h35.

Áreas de instabilidade formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima que atuaram na capital paulista com moderada a forte intensidade entre a Zona Leste, Centro, município de Guarulhos e parte da Zona Norte, principalmente no Parque Novo Mundo, Vila Medeiros, Jardim Japão e Parque Edu Chaves perderam força, restando apenas chuva leve em pontos isolados. Nas próximas horas, novas área de instabilidade que estavam se deslocando das regiões do Vale do Ribeira e Sorocaba podem atuar na Grande São Paulo e capital paulista. Não se descarta chuva forte, rajadas de vento e formação de alagamentos.

  • 15h16: Granizo na Penha, na Zona Leste;
  • 15h30: Rajada de vento na Penha, 49,4 km/h;
  • Às 15h26 e às 15h33, rajadas de vento de 48,2 km/h no Aeroporto de Guarulhos.

Maiores índices acumulados nas estações meteorológicas automáticas do CGE:

  • Penha – Rincão – 57,0 mm;
  • São Mateus – 11,6 mm;
  • Itaim Paulista – 9,8 mm;
  • Mooca – 9,6 mm;
  • Vila Prudente – 7,5 mm.

15h46 – Novo estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Norte, às 15h35.

Permaneciam em estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Leste, às 14h43;
  • Marginal Tietê, às 14h43.

Fim do estado de atenção para alagamentos:

  • Centro: das 14h43 às 15h35.

Áreas de instabilidade formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima, continuavam atuando com moderada a forte intensidade entre a Zona Leste, Guarulhos e parte da Zona Norte, principalmente no Parque Novo Mundo, Vila Medeiros, Jardim Japão e Parque Edu Chaves, no limite com o município de Guarulhos. O deslocamento estava lento e havia potencial para fortes rajadas de vento e eventual queda de granizo.

  • 15h16: Granizo na Penha, na Zona Leste;
  • 15h30: Rajada de vento na Penha, 49,4 km/h;
  • Às 15h26 e às 15h33, rajadas de vento de 48,2 km/h no Aeroporto de Guarulhos.

14h51 – Estado de atenção para alagamentos:

  • Zona Leste, às 14h43;
  • Centro, às 14h43;
  • Marginal Tietê, às 14h43.

Áreas de instabilidade formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima, começavam a atuar com até forte intensidade na Zona Leste e no Centro. A tendência é de que essas áreas se desloquem para a Zona Norte e Guarulhos. Havia potencial para alagamentos e rajadas de vento.