Zul+ lista cinco dicas para driblar alagamentos

Com medidas simples, motoristas podem dirigir com segurança e evitar contratempos em dias de chuva ou tempestades

68
chuva alagamentos

Verão é tempo de praia, festas, sol, calor e, em 2022, a temporada está especialmente marcada pela intensidade das chuvas. Em janeiro, por exemplo, a cidade de São Paulo enfrentou 27 dias com precipitações, 20 deles com estado de alerta para alagamentos, segundo dados do Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo (CGE). Para ajudar os motoristas a dirigirem com segurança em dias de chuvas e tempestades, o Zul+, elencou cinco dicas sobre o que evitar durante alagamentos. Confira:

  1. Evitar rotas conhecidas por alagamentos

Planejar seu trajeto é decisivo para sua segurança e para a saúde do seu automóvel. Alguns pontos de alagamentos são conhecidos e também podem ser encontrados na internet. “Prever os caminhos que iremos percorrer ao longo do dia é essencial para dirigir com segurança e evitar contratempos. Em épocas de chuvas, é um recurso ainda mais valioso”, orienta André Brunetta, CEO do Zul+.

  1. Evitar áreas alagadas

Na ânsia de chegar em casa, no trabalho ou a algum compromisso, alguns motoristas insistem em passar por áreas já alagadas, o que aumenta o risco de incidentes. Uma dica é observar os carros que passaram antes e avaliar o nível d’água. Caso elas ultrapassem o centro da roda do carro, a dica é não avançar e esperar a água daquela região baixar. Quando o nível baixar e for segura a travessia, mantenha a aceleração constante, em baixa velocidade.

  1. Evitar ligar o carro no meio do alagamento

Caso seu carro tenha “morrido”, não tente religá-lo. Situações como essa podem causar calço hidráulico, travando o motor. Caso isso aconteça, será necessário recuperar o motor em uma retífica, gerando um alto custo de repa

  1. Não esqueça a revisão

É sempre bom manter a revisão do carro em dia porque evita problemas e acidentes. Porém, após passar por um alagamento com seu veículo, uma revisão é essencial. O mecânico avaliará melhor possíveis danos ou até mesmo será capaz de indicar algumas medidas preventivas. Caso tenha entrado água no seu carro ou no porta-malas, indica-se a higienização de todos os componentes que possam ter tido contato com a água suja.

Para manter as revisões do seu carro em dia, a utilização de aplicativos é cada vez mais frequente. O Zul+, que está disponível para Android e iOS, por exemplo, permite que os condutores mantenham um histórico de todas as manutenções do carro.

“A manutenção é fundamental para a valorização e saúde do veículo, especialmente após passar por situações incomuns, como um alagamento. Estar atento aos sinais que o carro apresenta é importante para evitar grandes gastos e até mesmo a perda do automóvel”, reforça Brunetta.

  1. Não saber as cláusulas e apólice do seguro

A chuva começou, o carro já estava em uma zona de alagamento e o condutor não conseguiu retirá-lo? Os seguros de automóveis costumam apresentar cobertura para desastres naturais, mas impossibilitam o acionamento caso seja comprovada negligência do condutor. Por esse motivo, é fundamental conhecer cada cobertura contratada. Para quem ainda não tem um seguro auto, o Zul+ também pode ajudar. O aplicativo oferece a cotação gratuita e disponibiliza todos os telefones de contato das principais seguradoras em caso de emergência.

Deixe seu comentário