Sua primeira viagem para Las Vegas: Tudo o que você precisa experimentar

19
Las Vegas
Imagem de zzim780 por Pixabay

Introdução

Ah, Las Vegas! A cidade do pecado, que já foi palco e tema de tantos filmes e histórias. Las Vegas é a cidade dos superlativos e dos cassinos cinematográficos. Não é preciso ser um experiente guia turístico para sugerir explorar os cassinos e hotéis da Strip. Assim como não é necessário grande experiência para sugerir uma visita ao Cristo Redentor, para quem estiver no Rio de Janeiro. Este artigo propõe algo mais.

Ainda que esta seja a sua primeira viagem, organizando direitinho, dá pra visitar as principais atrações turísticas e também aquelas reservadas aos mais íntimos.

Um pouco de história

A cidade de Las Vegas foi fundada em 1905, embora só tenha sido reconhecida oficialmente como tal, em 1911. Entretanto, a urbanização da região data de muito antes. O primeiro não-nativo a chegar na região foi o explorador mexicano Rafael Rivera, 1829. A região só seria anexada aos Estados Unidos em 1848.

Inicialmente, a região sofreu forte influência dos mórmons, que se instalaram ali, a fim de converter a população nativa. Traços deste período resistem até hoje, como o Antigo Forte Mórmon (Old Mormon Fort), e o próprio Antigo Caminho Espanhol (Old Spanish Trail), cruzando o deserto; o mesmo caminho percorrido pelos exploradores mexicanos para chegar na região pela primeira vez.

Malas prontas

Não perca tempo e vá aproveitar a cidade!

Las Vegas Boulevard

Welcome Las Vegas
Imagem de Pexels por Pixabay

Uma das mais conhecidas avenidas do mundo é o local ideal para começar sua expedição. O trecho principal da avenida se estende por 6 quilômetros, onde é possível encontrar todo tipo de megalomania arquitetônica: a Stratosphere Tower, de 350 metros de altura, ou as famosas fontes do Bellagio.

Cassinos!

Las Vegas é mundialmente conhecida como a cidade dos cassinos. Aqueles andares sem fim, repletos de caça-níqueis, que você viu nos filmes existem e na vida real, são ainda mais empolgantes. Entretanto, desista de aplicar o seu guia para truques de máquinas caça-níqueis. A vigilância nestes locais é pesada e você pode se envolver em sérios problemas.

São tantos cassinos à disposição que uma viagem dedicada inteiramente a conhecê-los não seria curta, tampouco seria em vão. Contudo, se o tempo for curto e você ainda quiser ver outras coisas, não deixe de visitar Bellagio e assistir ao show das fontes dançantes, o Casino at the Venetian (para um passeio de gôndola) e o clássico Cosmopolitan Resort & Casino.

Pizzaria secreta

Em um corredor estreito do Cosmopolitan, existe uma pequena entrada, sem placas ou avisos. A entrada, repleta de capas de discos de Frank Sinatra, leva à uma pequena pizzaria, ao estilo nova-iorquino. O nome oficial do estabelecimento é simplesmente The Pizzeria, mas o local ganhou fama como Secret Pizza. É o lugar perfeito para matar a fome, tarde da noite.

Restaurantes

Assim como os cassinos, é impossível apontar apenas um ou um punhado de restaurantes de alta classe na cidade. São diversos, espalhados por cassinos, hotéis e resorts, oferecendo todo tipo de culinária. Que tal um hambúrguer assinado por Gordon Ramsey, no Planet Hollywood? Ou um jantar no Top of the World, o topo da Stratosphere Tower, com vista panorâmica para toda a cidade?

Muro de Berlim

Acredite se quiser, existe uma parte do Muro de Berlim em Las Vegas. Ela fica no Main Street Station Casino, mais precisamente no banheiro masculino. Lá, os visitantes podem ter a sensação de urinar em um bloco de concreto que, na verdade, não merecia outro fim. Entretanto, o bloco de concreto está protegido por vidro. Visitantes do sexo feminino podem pedir acompanhamento do pessoal da casa para ver a peça.

Freemont Street

A rua central da cidade leva o nome do explorador John Charles Freemont, que chegou na região enquanto ela ainda estava sob domínio mexicano, em 1844. É também a primeira rua da cidade a ser pavimentada, em 1925. A Freemont Street é uma rua exclusiva para pedestres, coberta em boa parte por uma estrutura metálica que suporta um show frenético de luzes e cores, com bares e cassinos à disposição.

Revisitando a Lei Seca

Não deixe de visitar o Museu da Máfia (Mob Museum) e viver uma autêntica experiência das destilarias ilegais dos anos 20. No museu, há uma passagem para um porão, onde os visitantes devem falar uma senha para entrar. Coquetéis clássicos como o moonshine aguardam os visitantes no interior da destilaria.

Vale do Fogo

A menos de uma hora de carro do burburinho da cidade, existe o incrível Vale do Fogo, o Valley of Fire State Park. Este vale, menos conhecido do que badalado Red Rock Canyon, oferece diversas trilhas, petroglifos de mais 3000 anos, e uma geologia deslumbrante. Pontos altos do passeio incluem Gorilla Rock, Rainbow Vista, Elephant Rock e Atlatl Rock.

Conclusão

Acompanhe o ritmo acelerado da cidade em sua primeira viagem, para fazer o melhor uso possível do seu tempo. Las Vegas é a cidade dos exageros e das extravagâncias. Lutar contra isso pode tirar parte da graça da viagem. Cuidado para não perder a cabeça nos cassinos. Não deixe de conhecê-los e experimentá-los, mas é recomendável ter um orçamento específico para este fim.

Deixe seu comentário