Mortes de motociclistas e ciclistas crescem durante quarentena na capital paulista

57
Motociclistas SP
Imagem de Dmitrii Bardadim por Pixabay

As mortes de motociclistas e ciclistas seguem em alta nesse período de quarentena na capital paulista. Segundo dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), os acidentes fatais com motocicletas aumentaram 5% no mês de abril no Estado de São Paulo, enquanto os de ciclistas aumentaram 3%.

Isso no mesmo mês em que as mortes envolvendo todas as categorias de trânsito atingiram o menor patamar desde 2015, com queda de 24%.

O Sindicato dos Mensageiros Motociclistas, Ciclistas e Mototaxista Intermunicipal do Estado de São Paulo (SindimotoSP) mostra preocupação com a tendência de mortes na categoria, algo que já foi percebido desde o primeiro mês da quarentena, em março deste ano.

O presidente do sindicato, Gilberto Almeida dos Santos, fala em aumento da pressão nesses trabalhadores, o que leva a mais acidentes.

O sindicato estima que São Paulo tenha 280 mil entregadores em motocicletas e bicicletas na Região Metropolitana.

Deixe seu comentário