SPTrans: Projeto piloto para novos meios de pagamento de tarifa com cartão de débito e crédito é lançado

200 ônibus gerenciados pela SPTrans oferecerão novo meio de pagamento a partir de segunda-feira, dia 16 de setembro

74
Meios de pagamento por aproximação São Paulo
Foto: Luiz Guadagnoli/Secretaria de Comunicação
Publicidade

Nesta quinta-feira, dia 12 de setembro, a Prefeitura de São Paulo, anunciou o projeto piloto de modernização dos meios de pagamento de tarifa nos ônibus municipais da cidade.

Neste primeiro momento, serão 200 veículos, de 12 empresas de ônibus, a aceitarem o novo sistema de pagamento. Eles serão distribuídos em 12 linhas e dois atendimentos (complemento da linha base). Essas 12 linhas atendem cerca de 2,9 milhões de passageiros por mês.

Inicialmente, o sistema aceitará as bandeiras Mastercard e Visa (ambas possuem mais de 90% dos cartões emitidos no Brasil), uma vez que está em processo de inclusão os cartões com bandeira Elo.

Pagamento Jornal do Ônibus
Foto: Gabriel Facchini/Secretaria de Comunicação

O novo meio de pagamento é mais uma ação para trazer agilidade e praticidade para paulistanos e visitantes em seus deslocamentos pela cidade.

Para utilizar essa tecnologia, basta aproximar do validador do ônibus os cartões de crédito, débito e pré-pago, smartphones ou smartwatches, democratizando a alternativa para os cidadãos da capital paulista e contemplando turistas brasileiros e estrangeiros que visitam a cidade, já que os cartões emitidos fora do país (internacionais) também serão aceitos.

Relógio SPTrans
Foto: Luiz Guadagnoli/Secretaria de Comunicação

O funcionamento do programa piloto para as 12 linhas e dois atendimentos começará na segunda-feira, dia 12 de setembro, e a escolha das linhas foi feita com o objetivo de atender a todas as regiões da cidade, além de terminais, estações de metrô e avenidas com grande fluxo de turistas.

A implantação do projeto piloto não têm custos para a Prefeitura de São Paulo, uma vez que isso ficará a cargo dos parceiros.

Saiba como funciona a tecnologia NFC (comunicação entre o validador dos ônibus e seus parceiros)

Para utilizar esse sistema de pagamento é preciso que o cartão de débito, crédito ou qualquer equipamento eletrônico móvel tenha a tecnologia de pagamento por aproximação (NFC) desbloqueada previamente, ou seja, que já tenha sido utilizada em alguma transação anteriormente.

E atentar-se para identificação semelhante na porta dianteira na parte externa dos ônibus. Dentro do veículo também é possível verificar se há as bandeiras Mastercard e Visa no validador, o que indica que aceita os novos meios de pagamento.

Para usar, é preciso aproximar o cartão do validador, assim como faz com o Bilhete Único. A cobrança da tarifa aparecerá na fatura ou no extrato da conta corrente do passageiro.

Participam do projeto as empresas de ônibus:

  • Ambiental Transportes
  • Auto Viação Transcap
  • Mobibrasil Transporte
  • Movebuss
  • Sambaíba
  • Transpass
  • Transunião Transportes
  • Transwolff
  • Viação Gato Preto
  • Viação Grajaú
  • Viação Metrópole Paulista
  • Viação Santa Brígida

Quais serão as 12 linhas atendidas pelo novo sistema neste primeiro momento?

  • 675R/10 Grajaú – Metrô Jabaquara
  • 715M/10 Jardim Maria Luiza – Largo da Pólvora
  • 807M/10 Terminal Campo Limpo – Shopping Morumbi
  • 908T/10 Terminal Parque Dom Pedro ll – Butantã
  • 917M/10 Morro Grande – Metrô Ana Rosa
  • 917M/31 Morro Grande – Metrô Ana Rosa
  • 2002/10 Terminal Bandeira – Terminal Parque Dom Pedro ll
  • 2590/10 União de Vila Nova – Parque Dom Pedro ll
  • 4031/10 Parque Santa Madalena – Metrô Tamanduateí
  • 5129/10 Jardim Miriam – Terminal Guarapiranga
  • 5129/41 Jardim Miriam – Santo Amaro
  • 6030/10 Unisa-Campus – Terminal Santo Amaro
  • 9300/10 Terminal Casa Verde – Terminal Parque Dom Pedro ll
  • 9500/10 Terminal Cachoeirinha – Praça do Correio

Obervação: Dados da SPTrans de junho de 2019 dão conta que 2.911.155 passageiros foram transportados nas 12 linhas relacionadas acima.

Qual será a duração do projeto?

O projeto piloto durará por três meses ou até que atinja o limite pré-definido de 500 mil transações.

Perguntas e Respostas

A SPTrans criou uma seção de Perguntas e Respostas sobre o novo sistema de pagamento e abaixo seguem 13 das principais dúvidas respondidas.

1 – Como faço para habilitar meu celular com a tecnologia de pagamento por aproximação?

Você precisa verificar com o banco emissor do seu cartão se ele possui este serviço disponível para o seu tipo de aparelho. Verifique as orientações no site do seu banco.

2 – Haverá integração com outros ônibus ou com o metrô e a CPTM?

Nesta primeira fase do projeto não haverá a integração tarifária com outros ônibus ou com os sistemas de trilhos (Metrô e CPTM).

3 – Estudantes conseguem usar o pagamento por aproximação com o valor do benefício de meia passagem?

Não. O uso do pagamento por aproximação terá a cobrança do valor integral da tarifa vigente de R$ 4,30.

4 – É possível ativar a função de pagamento por aproximação no meu cartão atual?

Somente os cartões identificados pelo símbolo de quatro ondas têm essa tecnologia. Se o seu cartão não apresentar esse símbolo, entre em contato com o banco emissor e faça o pedido de um novo cartão.

Cartão Nubank
Exemplo do cartão do Nubank que tem as quatro ondinhas ao lado direito do chip

No entanto, você pode usar o seu cartão por meio do seu celular. Verifique se o seu aparelho está habilitado para a tecnologia NFC, se estiver cadastre o seu cartão em uma carteira digital, como, por exemplo, Apple Pay, Google Pay ou Samsung Pay.

5 – Como posso pagar a tarifa do ônibus com a tecnologia de pagamento por aproximação?

Se o seu cartão possui tecnologia de pagamento por aproximação (símbolo com quatro ondas) e já foi utilizado em alguma transação, quando for passar pela catraca aproxime o cartão do validador (como se fosse o Bilhete Único), a transação será concluída e a sua passagem liberada.

Foto: Luiz Guadagnoli/Secretaria de Comunicação

6 – Para usar o cartão no pagamento da passagem do ônibus existe alguma taxa ou aumento da tarifa?

Não. O valor cobrado em sua fatura será o mesmo valor cobrado na catraca do ônibus. Valor da tarifa vigente de R$ 4,30.

7 – Meu dispositivo pode ser lido acidentalmente enquanto estiver no meu bolso ou bolsa?

Para autorizar um pagamento por aproximação é necessário que o cartão ou celular esteja a poucos centímetros de uma leitora com essa tecnologia de pagamento, entre 2,5 centímetros e 5 centímetros, e também posicionado da maneira adequada.

8 – Tem limite de uso por dia?

Sim, há um limite de compra de 5 passagens em meia hora e 10 passagens por dia durante a fase do projeto piloto. Esse número pode ser alterado posteriormente.

9 – Como identifico quais os ônibus que aceitarão o pagamento por aproximação?

Os ônibus estarão sinalizados na porta e nos próprios validadores.

Pague a tarifa

10 – Cartões internacionais que têm a tecnologia de pagamento por aproximação podem ser usados normalmente para pagar a tarifa?

Sim, tanto os cartões internacionais das marcas Visa e MasterCard quanto os celulares com a tecnologia por aproximação, podem ser usados normalmente para o pagamento da tarifa.

11 – Onde consigo um cartão por aproximação?

Se possuir uma conta corrente: Verificar com o seu banco emissor se já está emitindo cartões de crédito, débito ou pré-pago com a tecnologia de pagamento por aproximação (NFC). Lembrando que cartões de crédito tradicionais não funcionarão. Caso a função seja crédito, o passageiro está sujeito à análise de crédito do banco ou emissor.

12 – Não possuo conta corrente, posso utilizar o serviço?

Mesmo não possuindo conta corrente é possível obter um cartão de crédito. Neste caso recomendamos se informar sobre quais bancos já emitem o cartão com a tecnologia de pagamento por aproximação e seguir os procedimentos solicitados. Lembrando que seu pedido de cartão, está sujeito à aprovação de cada banco ou instituição financeira, após análise de crédito.

13 – Se o meu cartão for crédito e débito, vai ser cobrado em qual função?

Depende da aplicação principal do banco emissor do seu cartão. Entre em contato com a central de atendimento de seu banco emissor.

Mais informações podem ser obtidas no site da SPTrans.

Leia também

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here