Tatuapé ganha mais de 1000 vagas de Zona Azul

Saiba como funciona o estacionamento rotativo e evite multas

31
Zona Azul Digital Concessão
Foto: César Ogata/Secretaria de Comunicação

Recentemente, foram criadas 1.058 novas vagas de Zona Azul no bairro do Tatuapé, na Zona Leste. Para permanecer nas vagas sinalizadas como área Zona Azul é preciso adquirir o Cartão Azul Digital.

É importante atentar-se às regras indicadas pelas placas no local, para não ser penalizado. A multa para essa infração é de natureza grave, vale 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa no valor de R$ 195,23.

A fiscalização é feita por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego, através de um aplicativo próprio onde a placa do veículo é digitada e é verificada se o Cartão Azul Digital está ativo.

Por que o estacionamento rotativo foi criado?

O Estacionamento Rotativo é um modelo de estacionamento público, utilizado em grandes cidades brasileiras, especialmente nos lugares de grande circulação, incentivando a rotatividade das vagas em locais públicos.

O sistema procura democratizar o uso do espaço público ao demarcar vias e logradouros. Regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro e por leis municipais, na maioria das cidades funciona em algumas categorias, como: “uma hora”, “duas horas”, “três horas” e “carga e descarga”. Limitando o tempo de estacionamento, é possível estimular a rotatividade de veículos.

Devido ao crescimento acelerado das cidades e, consequentemente, do aumento da circulação de carros, a demanda por vagas para estacionar na rua é bastante alta. Por essa razão, existe a cobrança de um valor para que todos possam estacionar na área: assim ninguém sai prejudicado.

É uma forma de oferecer uma maior troca de veículos nas vagas, já que nem todos os estabelecimentos comerciais contam com estacionamentos e ter que parar muito longe do local onde você deseja visitar pode se tornar um problema.

O Brasil não é o único a adotar esse modelo de estacionamento rotativo. Países como Estados Unidos, Emirados Árabes, Croácia, entre outros, também são adeptos.

Como funciona a Zona Azul Digital?

Os estacionamentos rotativos são adotados em diversas áreas do Brasil. Geralmente as vagas são administradas pelos órgãos públicos de trânsito dos municípios e no geral elas funcionam por dias da semana e horários, outras indicam também o tempo de permanecia disponível para cada Cartão Azul Digital.

Em São Paulo, basta encontrar uma vaga disponível e entender suas regulamentações informadas pelas placas indicatórias. As regras diferenciam-se por regiões e tipos de veículos. Existem ainda as vagas especiais, como vaga para idoso e pessoas com deficiência.

As vantagens desse sistema para o condutor é que é uma alternativa mais barata que o estacionamento particular além de otimizar o uso das vagas na rua, já muitas vezes as vagas públicas encontram-se todas ocupadas.

Como comprar o Cartão Azul Digital?

Comprar o cartão da Zona Azul Digital é bem simples e você pode fazer isso através do próprio celular ou rede credenciada oficial da Zona Azul.

Pelo celular, basta baixar um aplicativo oficial da Zona Azul Digital. Com o aplicativo Zona Azul Ponto Certo (disponível para Android e iOS), você realiza o cadastro, cadastra a placa do veículo e escolhe a forma de pagamento mais conveniente: transferência bancária, boleto ou cartão de crédito.

Em São Paulo, o valor de um Cartão Azul Digital é de R$ 5,00.

Se você é um estabelecimento e tem interesse em trabalhar com o Zona Azul Digital, saiba mais aqui.

Para consultar as vagas, locais e regras do estacionamento, acesse a página da Zona Azul no site da Companhia de Engenharia de Tráfego.

Deixe seu comentário