Greve de ônibus em Guarulhos: Acompanhe aqui as últimas informações

7773
Linha 210
Foto: Fábio Nunes Teixeira/Prefeitura de Guarulhos
Publicidade

Na sexta-feira, dia 14 de junho, o Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo), aderiu à greve geral contra a Reforma da Previdência, ocasionando a paralisação dos ônibus municipais e intermunicipais em Guarulhos e Região. No sábado, dia 15 de junho, os serviços foram normalizados.

Neste post especial, os passageiros puderam acompanhar as informações em tempo real sobre a greve de ônibus em Guarulhos e Região. Abaixo segue uma cronologia das informações que foram divulgadas entre os dias 13 e 15 de junho.

Dia 15 de junho

8h40 – Encerramos por aqui a cobertura da greve de ônibus em Guarulhos e Região. Agradecemos a todos pelo acompanhamento. As informações sobre a mobilidade urbana de Guarulhos podem ser acompanhadas na página sobre Guarulhos. Siga o Mobilidade Sampa também nas redes sociais: Twitter, Facebook e Instagram. Obrigado!

7h10 – O Diário do Transporte entrou em contato com os plantões de garagens das empresas de ônibus de Guarulhos, como Campo dos Ouros, Real Transportes e Vila Galvão, todas confirmaram que os ônibus estão nas ruas da cidade na manhã deste sábado, dia 15 de junho. Nesta sexta-feira, apenas os micro-ônibus operam na cidade, em razão da adesão do sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus à greve geral contra a Reforma da Previdência, o que fez a Prefeitura de Guarulhos montar um esquema emergencial prolongar os serviços das linhas.

7h05 – Bom dia! Voltamos com as últimas informações sobre o fim da greve de ônibus em Guarulhos.

Dia 14 de junho

22h52 – Encerramos por hoje a cobertura da greve de ônibus em Guarulhos. Neste sábado, dia 15 de junho, as linhas de ônibus municipais e intermunicipais voltam a funcionar normalmente na cidade, desde as primeiras horas da manhã.

No aplicativo da EMTU (disponível para iOS e Android) é possível consultar onde as linhas de ônibus intermunicipais estão em tempo real e nos aplicativos Moovit (disponível para iOS e Android) e Cittamobi (disponível para iOS e Android) é possível consultar onde as linhas de ônibus municipais estão em tempo real. Voltaremos na manhã deste sábado com as últimas informações. Até lá!

21h58 – O colaborador Paulo Henrique que mora no Jardim Moreira contou parte da sua volta pra casa partindo do Metrô Tucuruvi, sentido Guarulhos, agora à noite.

20h15 – A Prefeitura de Guarulhos informou ao Guarulhos Hoje que “em relação ao transporte público, o serviço será normalizado somente neste sábado (15), ficando a operação nesta sexta-feira (14) restrita à operação dos permissionários (micro-ônibus), atendendo cerca de 40% dos usuários do transporte público, em plano de contingência coordenado e executado pela prefeitura”.

A paralisação do transporte público na cidade deixou os terminais de ônibus praticamente vazios, com alguns passageiros utilizando os micro-ônibus para se deslocarem.

Além dos protestos contra a Reforma da Previdência, na Rodovia Hélio Smidt, no período da manhã, também foram registrados protestos próximo ao Trevo de Bonsucesso e uma caminhada das centrais sindicais na rua Capitão Gabriel que finalizou seu percurso no calçadão da rua Dom Pedro II, no Centro, às 17h50.

19h29 – EMTU informa que segue a paralisação das linhas de ônibus em Guarulhos na noite desta sexta-feira.

18h09 – No final da tarde desta sexta-feira, a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) emitiu um comunicado onde destaca a greve de ônibus em Guarulhos:

“Até às 16h desta sexta-feira (14), a paralisação do transporte metropolitano na região de Guarulhos permanecia com o seguinte quadro: das 119 linhas operadas pelo Consórcio Internorte, 91 continuam paralisadas. Do total de 244 mil passageiros que utilizam as linhas intermunicipais diariamente naquela área, 198 mil foram afetados”.

O mesmo aconteceu com os ônibus municipais, que na manhã desta sexta-feira não deixaram as garagens, e seguem sem circular. Quase 200 mil passageiros que dependem dos ônibus na cidade foram afetados.

Desde às 16h uma assembleia reunindo as entidades sindicais acontece na Praça Getúlio Vargas, na região central, entretanto não há previsão até o momento para o retorno dos ônibus.

17h06 – Informações atualizadas do colaborador João Rafael Pinheiro:

16h49 – Atualização da EMTU sobre as linhas intermunicipais em Guarulhos:

16h05 – O Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo) desobedeceu a decisão judicial que obriga que pelo menos 70% da frota de ônibus rode nos horários de maior movimento, com isso os passageiros voltarão a enfrentar dificuldades na volta para casa.

Assim como ocorreu pela manhã, nenhum ônibus municipal ou intermunicipal deverá circular na tarde e noite desta sexta-feira. Apenas os micro-ônibus, que fazem parte do sistema alimentador, conforme plano emergencial adotado pela Prefeitura de Guarulhos, irão circular na cidade.

A Linha 13-Jade da CPTM, que assim como as demais linhas da Companhia não paralisaram os serviços, é uma alternativa para quem precisa seguir da capital paulista com destino a Guarulhos, já que a cidade conta com as estações Cecap e Aeroporto, de onde poderão pegar os micro-ônibus para chegarem a suas casas.

Desde as primeiras horas da manhã os passageiros encontram dificuldades para se locomover pela cidade. Sem ônibus, muitas pessoas buscaram os micro-ônibus, que atendem apenas 40% da demanda, automóveis particulares, táxis ou serviços por aplicativos de transporte. Com isso, o trânsito ficou bastante prejudicado, com congestionamentos nas principais vias da cidade em diferentes horários.

Segundo o Guarulhos Web apurou, os ônibus municipais só voltarão a circular normalmente na manhã deste sábado, dia 15 de junho.

15h45 – Acompanhe o trânsito em tempo real em Guarulhos pelo monitoramento do Waze:

15h31 – O Guarulhos Web acompanhou na tarde desta sexta-feira uma entrevista coletiva que o vereador Maurício Brinquinho concedeu para a imprensa onde ele confirmou que nenhum ônibus rodou na cidade. A paralisação total do transporte coletivo desobedeceu uma determinação do Tribunal Regional do Trabalho, que exigiu a circulação de 70% da frota no horário de pico e 50% nos demais horários, sob pena de multa do Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo).

“Esta questão da porcentagem da frota teria que ser discutida entre as empresas e as centrais. Não fomos nós que convocamos a greve. E não reconheço a multa, pois ainda não fui notificado”, disse Maurício Brinquinho.

Os passageiros tiveram dificuldades para se locomover pela cidade, pois contou apenas com os micro-ônibus disponibilizados pela Prefeitura de Guarulhos. Entretanto, os veículos só atendem a cerca de 40% da demanda de passageiros.

12h51 – Situação do Terminal de ônibus da Estação Tucuruvi do Metrô na Zona Norte de São Paulo:

12h05 – A Prefeitura de Guarulhos informou que montou um esquema de emergência para minimizar a paralisação dos ônibus que ocorre nesta sexta-feira. A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana informou que acionou o sistema Paese (Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência), para atender a grande parte dos 367 mil passageiros do transporte coletivo:

“Entre as medidas emergenciais, a frota de permissionários (micro-ônibus) será reduzida e vai operar como ocorre aos sábados, exceto as linhas que terão funcionamento normal, como são os casos das linhas:

  • 486 Soberana – Terminal São João
  • 480 Parque Santos Dumont – Terminal Taboão
  • 383 Recreio São Jorge – Terminal Taboão
  • 488 Circular Aeroporto
  • 483 Marmelo – Terminal São João”

Além disso, no restante da operação, toda frota está sendo regulada pela demanda de passageiros.

A Prefeitura de Guarulhos informou que a frota está dividida por eixos:

  • “Parque Continental – Centro
  • Terminal Pimentas – Cecap
  • Cocaia – Centro
  • Terminal São João – Cecap
  • Terminal São João – Centro
  • Vila Galvão – Centro
  • Internacional Shopping – Centro
  • Terminal Cecap – Centro
  • Terminal Pimentas – Centro (via rodovias Presidente Dutra e Ayrton Senna)
  • Terminal Pimentas – Internacional Shopping”

11h13 – Linhas de ônibus seguem paralisadas em Guarulhos.

10h44 – Novo protesto na Rodovia Hélio Smidt, de acordo com o Guarulhos Web.

9h29 – Informações da EMTU sobre as linhas de ônibus em Guarulhos:

8h56 – Informação do colaborador João Rafael Pinheiro:

7h55 – A Linha 13-Jade da CPTM está funcionando normalmente, assim como as demais linhas da CPTM em São Paulo e Região Metropolitana. A linha é uma opção para quem precisa chegar a capital paulista nesta sexta-feira.

A Linha 13-Jade faz a ligação entre a região do Terminal 1 do Aeroporto Internacional de Guarulhos e a estação Engenheiro Goulart da Linha 12-Safira, em São Paulo. A linha foi inaugurada em março de 2018. A situação das linhas do Metrô e da CPTM em tempo real podem ser consultadas no site Direto dos Trens.

7h51 – Situação do terminal de ônibus da estação Armênia da Linha 1-Azul do Metrô.

7h45 – Por volta das 6h, numa tentativa de prejudicar as operações no Aeroporto Internacional de Guarulhos, um pequeno número de manifestantes ligados a sindicatos ateou fogo em pneus na pista sentido Aeroporto da Rodovia Hélio Smidt, próximo à região do Cecap. Mas a Polícia Rodoviária Federal, com o auxílio do Corpo de Bombeiros, agiu rapidamente e liberou a via, que neste momento não tem bloqueios. Confira a situação do trânsito da Rodovia Hélio Smidt em tempo real no perfil da concessionária Ecopistas no Twitter.

7h40 – O Guarulhos Web informou que apesar da decisão judicial que impõe multa de R$ 100 mil caso os ônibus não circulem em Guarulhos, o Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo) impediu que motoristas e cobradores de ônibus se dirigissem às garagens, orientando a categoria a não embarcar nos ônibus que fazem esse transporte. Desta forma, a paralisação dos ônibus municipais e intermunicipais chega próxima aos 100%.

Apenas os micro-ônibus, que operam o sistema alimentador em Guarulhos, circulam pela cidade, numa operação diferenciada pela Prefeitura de Guarulhos, que permitiu que esses veículos sigam além dos terminais em direção à região central. Porém, eles absorvem apenas cerca de 30% a 40% da demanda.

7h16 – Informações das linhas de ônibus de Arujá.

6h30 – Nas redes sociais, o Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo) informa a adesão total da categoria na paralisação desta sexta-feira.

O presidente do sindicato afirmou nas redes sociais que esteve nas garagens das empresas Real Transportes, Vila Galvão, Guarulhos Transportes e Campo dos Ouros e que, nos locais, não teria encontrado funcionários para realizar uma assembleia, uma vez que os ônibus reservados para levar os funcionários até as garagens chegam vazios.

No entanto, há informações que os funcionários das empresas foram orientados a não seguirem para o trabalho nesta sexta-feira. Muitos deles deixaram de comparecer com medo de represálias.

A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana da Prefeitura de Guarulhos informou que adotou um Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência para atender os passageiros que utilizam o transporte público.

6h20 – Atualização da EMTU sobre as linhas de ônibus em Mairiporã e Guarulhos.

5h25 – O Diário do Transporte entrou em contato com empresas da região de Guarulhos como Transdutra (Arujá), Vila Galvão (Guarulhos) e Campos dos Ouros (Guarulhos) e todas informaram que os ônibus permanecem nas garagens. Nenhuma delas deu previsão de retorno.

A Justiça determinou frota mínima de 70% dos ônibus em Guarulhos e Região estejam em funcionamento nos horários de pico nesta sexta-feira (das 5h às 10h e das 17h às 20h) e de 50% nos demais horários.

A pena prevista ao Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo), por descumprimento, é de R$ 100 mil.

5h17 – Informação da EMTU sobre a paralisação de ônibus na Região Metropolitana de São Paulo:

5h11 – Informação do colaborador João Rafael Pinheiro:

4h53 – Primeiras informações da EMTU em sua perfil oficial no Twitter sobre as liminares obtidas para garantir a circulação dos ônibus:

4h10 – Bom dia! Voltamos com as últimas informações sobre a greve de ônibus em Guarulhos e Região.

Dia 13 de junho

23h – Enceramos a nossa cobertura da greve de ônibus em Guarulhos e Região por hoje. Voltaremos com as informações em tempo real nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, dia 14 de junho. Até lá!

22h40 – Confira na íntegra a nota oficial emitida pelo Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo) na noite desta quinta-feira:

“Acabamos de sair da audiência no TRT-SP e a justiça determinou que as empresas e sindicatos atuem em harmonia para assegurar a manutenção do transporte público, principalmente nos horários de pico, das 05h às 9h e, das 17h às 20h.

Portanto, como decretou o Sr. Desembargador Instrutor Davi Furtado Meirelles, Na madrugada desta sexta-feira, o sindicato estará na porta das empresas para esclarecer sobre a decisão e encontrar formas de cumpri-la.”

20h15 – Confira a nota da Guarupass e Guaruset (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos e Metropolitanos de Passageiros de Guarulhos e Arujá) sobre a paralisação dos ônibus em Guarulhos:

“Reforçando seu compromisso com a população de Guarulhos e região, a Guarupass/Guaruset informa que está atuando por meio de todas as medidas cabíveis a fim de minimizar os impactos da possível paralisação do serviço de transporte público por ônibus da cidade na próxima sexta-feira, dia 14 de junho.

Em 12 de junho, a entidade encaminhou ao Tribunal Regional do Trabalho um pedido de tutela cautelar oficializando a solicitação de garantia de serviço mínimo à população. A decisão do tribunal determina que, em caso de realização da greve, os serviços de transporte público por ônibus sejam assegurados em 70% durante os horários de pico, compreendidos das 5h às 10h e das 17h às 20h. E, que nos demais períodos do dia, seja assegurado 50% do serviço de transporte público em questão sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

A Guarupass/Guaruset reitera que, embora o direito de greve esteja previsto no artigo 9º da Constituição Federal, deve ser exercido com responsabilidade, principalmente nas atividades caracterizadas como essenciais e indispensáveis como no transporte coletivo de passageiros.”

18h30 – A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana da Prefeitura de Guarulhos informou ao Guarulhos Web que “para evitar maiores prejuízos à população será realizado um Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese), que já foi adotado com sucesso na última greve de maio.”

20h – O Tribunal Regional do Trabalho determinou que ao menos 70% dos ônibus em Guarulhos e Região estejam em funcionamento nos horários de pico nesta sexta-feira, das 5h às 10h e das 17h às 20h, caso os motoristas e cobradores de ônibus participem da greve geral. Nos demais horários, a frota mínima deve ser de 50%.

A Guarupass e a Guaruset (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos e Metropolitanos de Passageiros de Guarulhos e Arujá), informou que a decisão prevê multa de R$ 100 mil ao Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo), em caso de descumprimento.

19h30 – Começa aqui a cobertura do Mobilidade Sampa da greve de ônibus em Guarulhos e Região marcada para esta sexta-feira, dia 14 de junho.

Mobilidade Sampa

Quer ficar informado sobre tudo o que acontece na mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @mobilidadesampa no Twitter.

Siga o @mobilidadesampa no Instagram.

Fique tranquilo. Não enviamos spam, a sua privacidade será respeitada e você poderá sair facilmente quando desejar.

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here