Mobilidade em Mauá: Promessas de candidatos para resolver problemas de transporte

103

No dia 30 de outubro, os moradores da cidade de Mauá, na região metropolitana, vão voltar às urnas para escolher o prefeito em segundo turno. No quesito transporte público, o município sofre com a falta de ônibus. O passageiro passa mais tempo no ponto do que dentro do ônibus.

Veja o que disseram os candidatos a prefeito ao telejornal SPTV da TV Globo sobre os problemas na área de mobilidade urbana:

Atila Jacomussi

“Mauá tem um dos transportes públicos mais caros do país. O trabalhador sofre muito com isso. Se paga no vale-transporte, R$ 4,50. Se paga no guichê R$ 3,80. Vamos acabar com isso implementando o Bilhete Único, a integração e construir um novo terminal central que atenda o trabalhador, trazendo de volta o padrão de qualidade que nós tínhamos antigamente, acabando com o monopólio”.

Donisete Braga

“No transporte coletivo iremos consolidar a construção de 200 abrigos de ônibus no município, bem como um processo de fiscalização e modernização da nossa frota. Iremos avançar na cosntrução de 3 novos terminais: Itapeva, Itaparque e o terminal Jardim Zaíra. E vamos avançar na construção da marginal paralela da Barão de Mauá e da Castelo Branco”.

Deixe seu comentário