Senai São Paulo lança semáforo acionado por aplicativo em workshop de Mobilidade Urbana na Fiesp

Sistema que auxilia a travessia de cegos foi desenvolvido em parceria com a Samsung e será testado no município de São Paulo

205
Semáforo Inteligente para Deficientes Visuais, do Senai-SP, lançado durante workshop na Fiesp. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

O Senai São Paulo apresentou nesta terça-feira (20/9) na sede da Fiesp o Semáforo Inteligente para Deficientes Visuais. Acionado via aplicativo de celular, o sistema permite ao usuário receber um sinal do semáforo, avisando que pode ser feita a travessia. Quando o usuário chega ao outro lado, o aplicativo libera o semáforo.

Helvécio Siqueira, diretor da Escola Senai Italo Bologna, de Itu, mostrou o sistema durante o workshop “Desafios da Mobilidade Urbana”, promovido pelo Departamento de Infraestrutura da Fiesp (Deinfra). Segundo Helvécio Siqueira, o Senai São Paulo espera a liberação para os próximos dias de testes do sistema em ruas do município de São Paulo. Terminada a fase de experiência, o sistema deve ser apresentado ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran), órgão federal de normatização do trânsito, para homologação, o que permitirá seu uso nas cidades brasileiras.

O projeto do Semáforo Inteligente para Deficientes Visuais começou graças a uma parceria com a Prefeitura de Itu. Depois, o desenvolvimento continuou para atender a uma demanda do programa Meu Novo Mundo, da Fiesp, Sesi São Paulo e Senai São Paulo, de promoção da inclusão no mercado de trabalho de pessoas com deficiência. O semáforo foi instalado para uso de seus alunos, que no contraturno atuam em fábricas e tinham dificuldade na travessia de vias de tráfego. Professores e alunos da escola do Senai São Paulo participam do projeto, que tem apoio da Samsung no desenvolvimento de tecnologia.

Helvécio Siqueira mostrou também outros projetos da entidade para inclusão de pessoas com deficiência, desenvolvidos por seu Núcleo de Tecnologia Assistiva, que conta com equipe de 17 pessoas com formação em diversas áreas, o que permite a integração de processos. Um dos produtos é o Cooktop Giratório Adaptado para Cadeirantes, atualmente na fase de estudos para produção industrial e distribuição na América Latina. Outro é uma máquina de costura adaptada para pessoas com deficiência.

Há também um bebedouro projetado para atender às necessidades tanto de deficientes visuais quanto motores, incitadores musculares, um sistema de alarme para surdos e até uma calha para bocha paraolímpica, desenvolvida para o Sesi São Paulo de Mogi das Cruzes.

Semana da Mobilidade Urbana

José Ricardo Marar, diretor do Departamento de Infraestrutura da Fiesp, moderou o workshop, parte da Semana da Mobilidade Urbana, que teve a participação também de Ana Odila de Paiva Souza, diretora de planejamento de Transporte da SPTrans; Luiz Carlos Mantovani Néspoli, superintendente da ANTP; Eduardo Haddad, professor da FEA-USP; Pedro Palhares, country manager da Moovit App; Mie Jojima, gerente de Inovação da SP Negócios.

Deixe seu comentário