Cinco promessas do Metrô de São Paulo

869
Obras da Estação Santa Cruz (Foto: Metrô de São Paulo)
Publicidade

Conheça cinco promessas de obras de expansão ou construção de linhas do Metrô na cidade de São Paulo e região metropolitana. Destacamos a chegada do Metrô para as cidades de Guarulhos, Diadema, Taboão da Serra, prolongamento da Linha 5-Lilás até o Jardim Ângela e a Estação Chácara Klabin da Linha 2-Verde.

Metrô até Guarulhos – Projeto suspenso por 1 ano

O governo Geraldo Alckmin suspendeu, em janeiro (2016), por pelo menos mais 12 meses, o início das obras para extensão da Linha 2-Verde até Guarulhos. O ramal hoje liga a Vila Madalena, na zona oeste, à Vila Prudente, na zona leste. A emissão da ordem de serviço para o início das obras vinha sendo atrasada desde setembro de 2014, quando o governo terminou a licitação e assinou contratos com oito consórcios de construtoras diferentes – cada um para a execução de um lote da obra.

Infográfico: Estadão

Metrô até Diadema

Em 06/02/2014, o governador Geraldo Alckmin, confirmou a extensão da linha 17-Ouro do monotrilho para Diadema. O projeto inicial previa a construção do trajeto entre Morumbi e Jabaquara, mas o governador anunciou que aceitou o pedido do prefeito Lauro Michels para incluir a cidade no projeto. Segundo o governador, foi dada a ordem para que seja feito o projeto básico, mas não há data para a abertura de nova licitação que vai ampliar a futura linha do metrô. A previsão é que o traçado margeie a Rodovia dos Imigrantes, passando pela Vila Élida e encerrando o trecho no Terminal Diadema, no Centro. Ao todo, serão 5,6 quilômetros de monotrilho, que vão demandar R$ 1,4 bilhão de investimento.

Terminal Diadema da EMTU. (Foto: Adamo Bazani)

Metrô até Taboão da Serra

A prometida e esperada chegada do Metrô até Taboão da Serra parecia ser algo concreto com a visita no dia 30 de junho de 2014 do então secretário de transportes metropolitanos Jurandir Fernandes, que convidou a imprensa local para anunciar que as “obras” já estavam em andamento.

“Daqui até 2018 ou 2019 (data prometida da Estação Taboão da Serra), os moradores terão a estação São Paulo-Morumbi, que é para 2015. A estação Vila Sônia, que é para 2016, também vai chegar mais perto com linhas de ônibus e estacionamentos”, afirmou o secretário Jurandir, que um ano antes também já havia dito que o metrô chegaria a Taboão em 2016.

Porém, no dia 19 de fevereiro de 2015, aniversário de emancipação de Taboão da Serra, o governador Geraldo Alckmin enterrou todas as promessas do prolongamento do metrô até o município nas datas mencionadas. Tudo isso porque as obras da fase que vai até a Vila Sônia, estavam paradas desde o final de 2013.

Arte da futura estação Largo do Taboão, que mais uma vez não tem data para inauguração. A última promessa é para 2019, mas vai atrasar.
Arte da futura estação Largo do Taboão, que mais uma vez não tem data para inauguração. A última promessa é para 2019, mas vai atrasar.

Metrô até o Jardim Ângela

Em janeiro de 2015, o Metrô de São Paulo começou as sondagens de solo para expansão da Linha 5-Lilás em direção ao bairro do Jardim Ângela, uma antiga reivindicação dos moradores da região que sofrem com o transporte público. Os trabalhos na época estavam sendo feitos na Avenida Comendador Santana. A expansão contempla 3 novas estações, sendo a Comendador Sant’anna, M’Boi Mirim e Jardim Ângela. Existe ainda a informação de que o trajeto entre o pátio capão Redondo e o Jardim Ângela seja feito por meio de um túnel. Fala-se em entrega da extensão em 2020. A expectativa é que sejam transportados, no trecho total da linha entre a Estação Chácara Klabin até a Estação Jardim Ângela, 900 mil passageiros por dia.

Expansão da Linha 5-Lilás no extremo da Zona Sul

Linha 5-Lilás até a Chácara Klabin até a Copa do Mundo de 2014

A gestão do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, informou na manhã do dia 30/03/2015 que as obras da linha 5-lilás do Metrô vão atrasar mais um ano.

A obra, que ligará as estações Adolfo Pinheiro e Chácara Klabin, na linha 2-Verde, teve entrega prometida para 2014, depois 2016 e, agora, 2017. “É a questão de meio ambiente, desapropriações e interferências. Nós esperamos entregar no primeiro semestre de 2017 Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin”, disse Geraldo Alckmin.

O governador afirmou que seis estações dessa linha serão entregues no segundo semestre de 2017 e apenas a última, Campo Belo, ficará para 2018.

Estação Chácara Klabin (Foto: Metrô de São Paulo)
Estação Chácara Klabin (Foto: Metrô de São Paulo)

Leia também:

Metrô completa 42 anos de operação nesta quarta-feira (14)

Metrô de São Paulo em imagens

Cinco vídeos legais sobre o Metrô de São Paulo

20 curiosidades sobre o Metrô de São Paulo

Dez imagens marcantes do Metrô de São Paulo

Deixe seu comentário

comentários

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here