21.6 C
São Paulo
quinta-feira, abril 25, 2024

Veja 8 dicas para evitar roubos e furtos de bicicletas

Com o número de casos de furto e roubo de bicicletas crescendo na cidade de São Paulo, algumas medidas preventivas são necessárias para a proteção de quem usa a bicicleta para o lazer, para o trabalho ou para se exercitar.

A partir dos dados obtidos pelo portal Fiquem Sabendo, a reportagem do portal UOL consultou especialistas em segurança pública e cicloativistas sobre como quem pedala pelas ruas paulistanas pode se precaver. Eles listaram oitos dicas:

1 – Evitar trafegar sozinho

Para o especialista em segurança pública e coordenador do Cepedes (Centro de Pesquisa em Direito e Segurança) Fabrício Rebelo, é interessante buscas a companhia de outros ciclistas. “E que eles mantenham distância entre si “para evitar que uma abordagem possa render todos juntos”.

2 – Orientar os integrantes de um mesmo grupo

Assim, é possível “acionar o policiamento assim que vir algum ataque”, segundo Fabrício Rebelo. Para Fabio Petrillo, da loja Bike Runners e do grupo paulistano Tatu de Bike, pedalar em grupo também ajuda a inibir a possibilidade de roubos.

3 – Não comprar peças sem procedência

O “mercado de crimes” é alimentado por produtos provenientes de roubo, salienta o especialista em segurança Bene Barbosa. Fabrício Rebelo complementa: “a facilidade de repasse no mercado ilegal potencializa o interesse dos criminosos sobre quem as utiliza”.

4 – Não trafegar por vias com baixa iluminação, locais ermos

“Se possível, prefira trajetos com maior policiamento”, sugere Fabrício Rebelo, do Centro de Pesquisa em Direito e Segurança. “E, quando sozinho, procure locais bem iluminados”, acrescenta Fabio Petrillo.

5 – Planejar o trajeto

Uma das maneiras de evitar surpresas durante sua pedalada é saber a segurança do trajeto que irá fazer, sugere a cicloativista Talita Noguchi, do Las Magrelas. Planejar o trajeto também é importante para evitar “algumas rotas em que se sabe que há perigo”, comenta Fabio Petrillo.

6 – Prestar atenção

O especialista em segurança Fabrício Rebelo pede que se evite passar perto de pessoas com atitude suspeita e se tenha atenção ao circular “junto a árvores e barracas ou outros obstáculos atrás dos quais possa haver alguém escondido”. “Na dúvida, desconfie e redobre sempre a atenção”.

7 – Usar travas de qualidade

Ao estacionar sua bicicleta, garanta que ela esteja bem presa. “Está se tornando comum arrombar cadeados”, comenta Talita Noguchi. Ela sugere o uso de travas em U-lock. Além disso, é interessante evitar deixar a bicicleta estacionada em locais longe de sua visão por horas, sugere Fabio Petrillo, do Tatu de Bike.

8 – Comunicar as autoridades de segurança

É importante fazer o boletim de ocorrência, aponta o especialista em segurança Bene Barbosa. “Assim, há o registro na Secretaria de Segurança Pública”. Isso também permite que o caso passe a integrar as estatísticas que formam as chamadas “manchas criminais”, observa Fabrício Rebelo. “Elas servem de balizamento para a definição das rondas de patrulhamento”.

MOBILIDADE SAMPA

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais e fique informado sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana:

  • Twitter
  • Instagram
  • Telegram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Mobilidade Sampa
    Mobilidade Sampahttps://mobilidadesampa.com.br
    O Mobilidade Sampa produz conteúdo sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadesampa.com.br.

    ÚLTIMOS POSTS

    ESCREVA SEU COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    SIGA-NOS

    6,317SeguidoresSeguir
    28,236SeguidoresSeguir
    439InscritosInscrever
    PUBLICIDADE

    ÚLTIMOS POSTS