Governo adia entrega do trecho Norte do Rodoanel para março de 2018

Obra, que começou em 2013, já havia tido conclusão adiada para 2017. Só 1 dos 6 lotes está com mais da metade finalizada, diz Dersa.

421
Inauguração do Trecho Norte do Rodoanel é adiada agora para 2018 (Foto: Reprodução/TV Globo)

O governo do Estado de São Paulo adiou mais uma vez a entrega do trecho Norte do Rodoanel Mário Covas. A obra, que começou em 2013, já era para estar pronta. Foi adiada anteriormente para 2017 e, agora, não sai antes de março de 2018.

O trecho norte vai ligar a Rodovia dos Bandeirantes à Rodovia Presidente Dutra e Rodovia Ayrton Senna, passando pela Serra da Cantareira. Os outros três trechos estão prontos. Atualmente, o Rodoanel ainda está em forma de “U”.

Nos canteiros de obras do Rodoanel, na manhã desta terça-feira (3), era possível contar os poucos operários que estavam trabalhando neste trecho da obra do Rodoanel Norte, em especial na Avenida Raimundo Pereira de Magalhães.

Funcionários contaram que já faz tempo que as obras estão desta forma. Em um dos locais, onde em dezembro havia 150 empregados, hoje não há nem 30. Um viaduto no meio do nada está assim desde fevereiro de 2015.

Em 17 de feveiro deste ano, o site do governo do Estado informava que “as obras do Rodoanel Norte seguem em ritmo acerado”. “A abertura ao tráfego está prevista para começar no segundo semestre de 2017”. O prazo é maior do que o dado pela própria placa no canteiro de obras: fevereiro de 2016.

O Governo e a Dersa Desenvolvimento Rodoviário deram um novo prazo: março de 2018. A obra não chegou ainda nem à metade. Até agora foram completados apenas 41% do projeto.

Atrasos em todos os trechos

A obra do Rodoanel foi dividida em seis lotes que estão sendo feitos ao mesmo tempo desde 2013. Um deles, o lote 3, fica na Vila Rosa, na Zona Norte. Nestes 3 anos, a obra andou 33%. É um dos mais atrasados, segundo a Dersa.

No lote 6, só 26% do trabalho está concluído. No lote 1, outros 37%. No lote 4 e 5, em torno de 42%. Só o lote 2 é que está com mais da metade da obra pronta.

O presidente da Dersa, Laurence Casagrande Lourenço, explicou os motivos dos atrasos. “Nós temos dois grandes desafios no Rodoanel Norte: o primeiro, é um túnel longo no lote 3, no túnel 301, que tem um avanço lento e precisa ter uma escavação cautelosa”, diz Lourenço.

Conforme o presidente da Dersa, “o outro desafio são as desapropriações no município de Guraulhos, que têm atrasado bastante o avança da obra”.

Fonte: G1

Deixe seu comentário