Jornal testa wi-fi gratuito, entradas USB e ar-condicionado em ônibus municipais

245
Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress

Os passageiros que querem usar o sinal wi-fi (sem fio) nos ônibus municipais de São Paulo precisam de uma boa dose de paciência para conseguir conectar seus aparelhos à internet e mais ainda para navegar na rede.

No último dia 14, a reportagem do jornal Folha de São Paulo testou a conexão sem fio, as entradas USB, usadas para plugar o carregador de celular, e o ar-condicionado de nove ônibus pertencentes a sete linhas da cidade. Em nenhum deles foi possível navegar na internet.

O sinal da rede sem fio faz parte dos projetos da SPTrans, da gestão do prefeito Fernando Haddad, de modernização da frota de ônibus.

Em quatro veículos testados, a conexão estava tão lenta que impedia até o envio de mensagens pelo aplicativo de celular WhatsApp. Em outros dois coletivos, não havia sinal de internet.

As entradas USB, que ficam ao lado dos bancos, também estavam com problemas. Em três carros as tomadas estavam desligadas e em um deles apenas uma das quatro entradas disponíveis estava funcionando corretamente.

O sistema de ar-condicionado estava ligado em todos os veículos, mas em dois deles a refrigeração era insuficiente e a temperatura ambiente estava praticamente igual à do lado de fora.

LICITAÇÃO

A licitação para contratar os serviços de transporte público sobre rodas para os próximos 20 anos, aberta em outubro do ano passado, foi suspensa em 11 de novembro pelo Tribunal de Contas do Município, que alega irregularidades.

O Ministério Público investiga o processo licitatório desde janeiro deste ano.

OUTRO LADO

A SPTrans informou que os problemas apontados são de responsabilidade das empresas que administram as linhas de ôni­bus testadas.

A Campo Belo, responsável por duas linhas citadas, disse que os equipamentos de acesso à internet ainda estão em fase de teste.

Em relação às entradas USB que não estavam funcionando, a empresa disse que elas sofrem constantes atos de vandalismo.

Sobre o ar-con­dicionado insuficiente, a empresa disse que o resfriamento sofre interferências externas, como lotação dos ônibus e tempo em que as portas fi­cam abertas nas paradas.

A empresa Transwolff, que responde por cinco linhas ci­tadas, informou que o sinal de internet passa por instabilidade por mudanças da tecnologia e que será restabelecido. Sobre o desempenho do ar-condicionado, a empresa declarou que o equipamento está funcionando.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here