Pedestres sofrem para atravessar a Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello em trecho no Parque São Lucas

146
Foto: Gerson Rodrigues

O cruzamento da avenida Anhaia Mello com a rua Doutor Camilo Haddad, no São Lucas, está interditado há três meses por causa das obras da Linha 15-Prata do monotrilho. Desde então, os pedestres têm dificuldades para conseguirem atravessar a avenida. Além de serem obrigados a andarem bastante, os semáforos implantados no sentido bairro para auxiliarem a travessia estão com defeito. O farol nunca fica vermelho para os veículos, o que obriga os transeuntes a se arriscarem entre os carros para chegarem até o outro lado da via.

“Estamos conversando há mais de 15 minutos e o semáforo para pedestres continua vermelho. É muito difícil atravessar, principalmente no final da tarde, quando as pessoas estão retornando para casa e o trânsito aumenta”, comentou com a reportagem o aposentado José Hélio, que mora na avenida em frente ao semáforo.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que, devido às obras no trecho, foi feita uma readequação da sinalização semafórica no local, recuando cerca de 50 metros do cruzamento, justamente para garantir a segurança da travessia de pedestres. O órgão ressaltou que o direito de atravessar só acontece com o acionamento da botoeira de pedestres existente no poste. No entanto, em vistoria realizada, o órgão esclareceu que verificou defeito mecânico no acionamento do equipamento e a manutenção deve acontecer nos próximos dias.

Fonte: Folha de Vila Prudente

Deixe seu comentário