Passeata de trabalhadores reúne 20 mil em São Bernardo do Campo

85
Foto: Leone Farias

Cerca de 20 mil trabalhadores, de montadoras, autopeças e indústrias de outros ramos, fizeram nesta sexta (29/5), por volta das 8h, mobilização em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e, depois seguiram em passeata pela Rua Marechal Deodoro, até a Praça da Matriz, em São Bernardo.

O ato, que foi até as 10h30, fez parte do Dia Nacional de Paralisação, organizado pela CUT, junto com outras centrais sindicais, para pressionar o governo federal e o Congresso contra o projeto de lei complementar 30, que amplia a terceirização, e a favor da adoção da fórmula 85/95 em substituição ao fator previdenciário e pela criação de programa de proteção ao emprego ­- que permitiria às empresas, em momentos de crise, a redução da jornada e de salários com complementação de renda dos empregados com recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) por até dois anos.

Durante a manifestação, o presidente da CUT, Vagner Freitas, disse que essa é uma primeira demonstração ao governo e ao Congresso e que, se o projeto de terceirização for aprovado, haverá greve geral em todo o País.

“Paramos 50 mil trabalhadores hoje e 20 mil vieram para o ato. O movimento operário tem de estar unido para mellhorar o Brasil e o governo federal”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques.

Com informações do Diário do Grande ABC.

Deixe seu comentário

comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here