20.2 C
São Paulo
sexta-feira, maio 24, 2024

Prefeitos do ABC Paulista avaliam andamento das obras do BRT-ABC em reunião com a NEXT Mobilidade

Nesta terça-feira, 14 de maio de 2024, prefeitos do ABC Paulista, na Grande São Paulo, se reuniram com representantes do consórcio NEXT Mobilidade para discutir o progresso das obras de implantação do BRT-ABC, um sistema de corredores de ônibus de “alta capacidade” que conectará cidades da região à capital paulista.

A NEXT Mobilidade, responsável pela operação do Corredor Metropolitano ABD e todos os ônibus intermunicipais do sistema EMTU, é encarregada da implementação e posterior operação do BRT (Bus Rapid Transit).

A apresentação ocorreu durante a assembleia geral ordinária de maio do Consórcio Intermunicipal ABC, que reúne a maioria dos prefeitos dos sete municípios da região. Além do andamento das obras do BRT, a pauta do encontro incluiu o balanço dos casos de dengue no ABC.

O sistema de transportes será atendido por 82 ônibus articulados de 21,5 metros do tipo E-Trol, que combina as tecnologias trólebus e ônibus à bateria. Estes veículos possuem a vantagem de não emitir poluentes durante a operação e oferecem maior flexibilidade, podendo operar tanto conectados à rede aérea quanto independentemente.

Segundo a NEXT Mobilidade, as obras da fase 1, em São Bernardo do Campo, estão quase concluídas, enquanto a fase 2 já teve início. O BRT-ABC terá 17,3 km de extensão, ligando o centro de São Bernardo do Campo a São Paulo, passando por Santo André, São Caetano do Sul, Terminal Tamanduateí e Terminal Sacomã.

Previsto para ser inaugurado até o final de 2025, o BRT-ABC, cujo investimento total é estimado em cerca de R$ 1 bilhão, será integralmente financiado pela iniciativa privada através da SPE NEXT Mobilidade.

O corredor de ônibus rápido foi escolhido em março de 2021 para substituir a Linha 17-Ouro do monotrilho, cujo projeto estava sendo bancado e seria construído também pela iniciativa privada, por meio da concessionária Vem ABC. Na época, Doria justificou que o ABC ganharia o corredor de ônibus da Metra (atual Next Mobilidade), e também uma linha de “metrô pesado”, a Linha 20-Rosa, que segue em fase de estudos e não tem previsão alguma de sair do papel.

O partido político Solidariedade contestou o fato de o BRT-ABC ser concedido sem licitação junto com as demais linhas intermunicipais da região. No entanto, o STF considerou a concessão legal, visto que se trata da prorrogação de um contrato existente com a empresa Metra, que já opera o Corredor de Trólebus ABD, em troca de investimentos. O contrato foi prorrogado até 2046 e engloba R$ 22,6 bilhões.

Se as obras, que estão atrasadas, seguirem num ritmo bom, o sistema de transporte deve der inaugurado até o fim de 2025.

MOBILIDADE SAMPA

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais e fique informado sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana:

  • Twitter
  • Instagram
  • Telegram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Igor Roberto
    Igor Robertohttps://noticiando.net/
    Paulistano, empreendedor e pai. Formado em gestão pública e graduando em Direito. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana e o transporte público. É o redator de conteúdo dos sites de mobilidade do Grupo PLN. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@grupopln.com.br.

    ÚLTIMOS POSTS

    ESCREVA SEU COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    SIGA-NOS

    6,317SeguidoresSeguir
    28,236SeguidoresSeguir
    439InscritosInscrever
    PUBLICIDADE

    ÚLTIMOS POSTS