21.5 C
São Paulo
quinta-feira, abril 18, 2024

BRT-ABC instala sinalização e acerta os últimos detalhes da Parada Metrópole

Com a instalação do totem de sinalização, as equipes de obras do BRT-ABC concluem os últimos detalhes da Parada Metrópole, no Centro de São Bernardo do Campo.

A moderna estrutura fechada de 35 metros de comprimento por 4 metros de largura, com área total de 140 m², oferecerá mais conforto e segurança aos futuros usuários do BRT-ABC.

A Parada Metrópole tem ar condicionado, wi-fi, cobrança antes do embarque, acesso em nível aos ônibus elétricos e facilidades para portadores de deficiência.

O ITS (Intelligent Transport System) também já foi instalado. Este equipamento fará a transmissão de dados entre todas as paradas e o Centro de Controle Operacional, no Terminal São Bernardo, informando sobre lotação, horários, condição dos veículos, etc.

O conceito e o design da Parada Metrópole serão o modelo para as outras 15 previstas no trajeto de 18 km entre São Bernardo e São Paulo.

A Next Mobilidade aguarda a disponibilidade de agenda das autoridades do Governo do Estado para apresentá-la oficialmente à população, nos próximos dias.

FASE 1

As equipes também concluíram a preparação e concretagem da pista no trecho de 2,5 km da Fase 1 (São Bernardo-São Paulo), e já começaram as obras no sentido oposto.

Também avançaram as obras de recapeamento perto no cruzamento da Avenida Aldino Pinotti com Rua Dr. Marcel Preotesco e na Rua Versolato, em São Bernardo, e os trabalhos de confecção dos jardins ao longo do corredor do BRT-ABC.

A Fase 1 começou nas Avenidas Aldino Pinotti e Lauro Gomes, em São Bernardo, e terminou na Avenida Winston Churchill, em Rudge Ramos, divisa com São Caetano do Sul.

A próxima fase, a partir da divisa com São Caetano até o Terminal Sacomã, aguarda liberação das licenças ambientais pelos órgãos do Estado.

BRT-ABC EM NÚMEROS

  • Capacidade de até 600 mil passageiros/dia, com demanda inicial de 173 mil passageiros/dia.
  • Operação com 92 ônibus totalmente elétricos fabricados no Brasil, com tecnologia nacional, inclusive baterias, por meio de parceria entre empresas como Eletra, Mercedes-Benz, WEG, Caio e outras;
  • Veículos de piso baixo, não poluentes, silenciosos e confortáveis, com wi-fi e ar condicionado;
  • Trajeto em via segregada, com 16 paradas fechadas, com ar condicionado e wi-fi, mais três terminais;
  • Cobrança realizada antes do embarque nos veículos, facilitando o acesso; embarque em nível e ampla acessibilidade;
  • Investimento total estimado em R$ 950 milhões, inteiramente a cargo da empresa privada operadora (Next Mobilidade);
  • Interligação com três terminais: São Bernardo (Corredor ABD), Tamanduateí (Linha 2-Verde do Metrô e Linha 10 Turquesa da CPTM) e Sacomã (Linha 2-Verde do metrô e Expresso Tiradentes).
  • Três opções de linhas: Paradora (16 paradas), Semiexpressa (8) e Expressa (só os terminais São Bernardo, Tamanduateí e Sacomã).

MOBILIDADE SAMPA

Siga o Mobilidade Sampa nas redes sociais e fique informado sobre a mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana:

  • Twitter
  • Instagram
  • Telegram
  • Facebook
  • YouTube
  • LinkedIn
  • Igor Roberto
    Igor Robertohttps://noticiando.net/
    Paulistano, empreendedor e pai. Formado em gestão pública e graduando em Direito. É fascinado por temas relacionados a mobilidade urbana e o transporte público. É o redator de conteúdo dos sites de mobilidade do Grupo PLN. Quer entrar em contato com o Igor? Envie um e-mail para igor@grupopln.com.br.

    ÚLTIMOS POSTS

    SIGA-NOS

    6,317SeguidoresSeguir
    28,236SeguidoresSeguir
    439InscritosInscrever
    PUBLICIDADE

    ÚLTIMOS POSTS