SPTrans determina novo treinamento de segurança a todos os motoristas de ônibus da cidade

A SPTrans determinou nesta segunda-feira, dia 03 de abril de 2023, novas regras para as concessionárias realizarem a reciclagem de cerca de 30 mil motoristas de ônibus. A partir de 17 de abril, todos deverão ser treinados de acordo com o conceito elaborado pela SPTrans e foco na direção segura e prevenção de acidente. As concessionárias receberam carta com as diretrizes.

A partir de agora todos os motoristas do sistema deverão ser treinados de acordo com o novo Programa de Reciclagem – Prevenção de Sinistros preparado pela SPTrans e com carga horária de 24 horas dividida em três módulos.

O primeiro módulo terá duas horas de treinamento teórico com conteúdo como valorização da vida e o papel do motorista de ônibus na sociedade e seis horas de treinamento prático de prevenção de sinistros, direção segura e respeito às leis de trânsito. As turmas devem receber este treinamento do módulo 1 entre 17 de abril e 30 de junho.

A fase seguinte, com oito horas de conteúdo, irá apresentar casos reais e ações tomadas com o intuito de prevenir novas ocorrências, além da relação específica com idosos, ciclistas, pessoas com deficiência e pedestres. Este módulo deve ser ministrado entre julho e setembro.

As últimas oito horas de reciclagem contemplam o conteúdo do contrato de concessão, no seu anexo específico sobre procedimentos de qualificação dos motoristas e como ele deve atuar na prevenção de sinistros, no respeito a passageiros, nos níveis de qualidade e segurança exigidos pela SPTrans a todos os operadores do sistema. O prazo para conclusão é dia 31 de dezembro deste ano. Este é o único módulo em que será permitida a aplicação de conteúdo EaD.

Para garantir a qualidade e fluidez do curso, as turmas presenciais devem contar com, no máximo, 30 motoristas por turno. A SPTrans irá auditar os treinamentos.

O conteúdo do treinamento foi elaborado por equipe técnica especializada no assunto do corpo técnico da SPTrans.

Vale ressaltar que o novo treinamento é obrigatório e não exclui a necessidade de novos motoristas que eventualmente forem contratados neste período de receberem o curso obrigatório de ingresso, que também aborda a prevenção de sinistros, direção defensiva, leis de trânsito e qualidade no sistema.

Outras medidas de segurança

Também por meio de carta enviada nesta segunda-feira, a SPTrans reforçou a necessidade de as concessionárias enviarem documentos relacionados aos sinistros que acontecerem, como boletim de ocorrências da polícia civil ou militar, relatório do sinistro produzido pela equipe operacional da concessionária e/ou outras evidências em imagens quando disponíveis. Este material é utilizado pela equipe do PRAT (Programa de Redução de Acidentes de Transporte) da SPTrans na análise das ocorrências e determinação das medidas necessárias.