MP investiga possível irregularidade no aplicativo mobizapSP

O Ministério Público de São Paulo está investigando uma possível irregularidade no recém-lançado aplicativo de transporte mobizapSP.

O consórcio responsável pelo aplicativo e a Prefeitura de São Paulo foram solicitados a enviar informações em 10 dias.

O promotor Paulo Destro está investigando denúncias de que empresas do consórcio responsável pelo aplicativo respondem por desvio de verbas públicas em outros contratos.

O novo aplicativo foi lançado com o objetivo de melhorar o acesso à mobilidade na cidade com preços mais justos para os usuários e maior remuneração para os motoristas.