Caos no trânsito de São Paulo devido à greve do Metrô

São Paulo registrou o pior tráfego da manhã em 2023 nesta quinta-feira (23/03), devido à greve dos metroviários e à suspensão do rodízio de veículos, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

A CET realiza dois monitoramentos na cidade. Um deles, mais restrito, abrange 868 km de vias. De acordo com o monitoramento, a cidade registrou 275 km de vias congestionadas por volta das 9h, o que é o maior número desde o início de 2023, pelo menos.

Houve um monitoramento amplo iniciado no dia 3 de março, que abrangeu 20 mil km de vias e apontou que às 8h30 havia 846 km de vias congestionadas, o maior número da série histórica.

Suspensão do rodízio

Devido à greve, a Prefeitura decidiu suspender o rodízio de veículos. Isso significa que carros e motos com placas terminadas em 7 e 8 estão liberados para circular sem restrições.

No entanto, o rodízio de placas para veículos pesados (caminhões) continua valendo normalmente, bem como as demais restrições impostas pela Prefeitura.

Isso inclui a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF), a Zona Azul e as proibições de circulação de veículos nas faixas e corredores de ônibus.