5 cuidados que você deve ter com o carro antes de cair na estrada

Com as férias e o ano novo se aproximando, muitas famílias investem em viagens para as capitais, praia, montanha, resorts ou pousadas para aproveitar o descanso. Um dos pontos importantes para se preparar para essas viagens é o cuidado com o seu veículo. O profissional Haydeu Queiroz, da Castrol, dá dicas importantes para as famílias terem em mente antes de colocar as bagagens no porta-malas do carro.

Revisão periódica

Um dos aspectos mais importantes para se fazer uma viagem tranquila e segura é a revisão prévia (periódica ou preventiva). É ela que vai reduzir o risco de adversidades durante a viagem. No caso da manutenção periódica é recomendada que seja feita geralmente a cada 6 meses (ou 5.000 km) ou 12 meses (ou 10.000 km), dependendo das condições de direção, conforme informado no manual do veículo.

“Se você está se programando para uma viagem e sua revisão periódica está próxima de acontecer, antecipe a revisão. Você não sabe o que vai acontecer. Você pode fazer uma viagem que se torne muito longa por uma situação severa de uso – muito calor, muito tempo parado em trânsito, carro muito carregado. Caso você tenha feito recentemente a revisão, é recomendado fazer uma checagem nas condições do veículo – principalmente dos freios, pneus, suspensão, lâmpadas e óleo do motor.” comenta Haydeu Queiroz,da Castrol.

A revisão pode ser feita na concessionária da marca do veículo ou em uma oficina mecânica e normalmente dura apenas algumas horas.

Fluídos

Um dos aspectos mais importantes para uma boa viagem é em relação aos fluidos do veículo, tais como óleo lubrificante, fluído de direção hidráulica, de arrefecimento, de direção automática e de freio, sempre lembrando da periodicidade de troca de cada um deles.

Em relação ao óleo lubrificante, o motorista pode verificar no manual do veículo ou através do buscador inteligente da Castrol), que pode ser acessado clicando aqui, a especificação de desempenho e de viscosidade do óleo recomendada para seu veículo. O óleo lubrificante aumenta a vida útil do motor e é essencial para o bom funcionamento e performance, pois evita o atrito excessivo entre as peças metálicas.

“É sempre bom verificar o nível de óleo e o período de troca. Um exemplo: Estou me programando para uma viagem. Eu gasto 1.000 km para ir, voltar e passear e eu estou a 1.500 km da troca do meu lubrificante, ou seja, estou próximo do meu período de troca. O recomendado é antecipar a troca” diz Queiroz.

Viajar com um lubrificante com a quilometragem de troca já vencida pode causar alguns prejuízos ao motor. Queiroz explica que nesse caso “o lubrificante perde sua eficiência de proteção e performance. Como consequência, há uma tendência de maior desgaste do motor, perda da eficiência de proteção do lubrificante, excesso de contaminação e tendência à formação e acúmulo de borra”.

Pneus

Verificar se os pneus estão calibrados já é de conhecimento de todo mundo, mas há outras características indispensáveis para a segurança do motorista e dos passageiros. Os sulcos dos pneus é uma delas. Eles têm como principal função a adequada aderência ao solo, permitindo também o escoamento da água. Conforme o pneu vai rodando, vai sofrendo desgaste e esses “canais” (sulcos) vão ficando cada vez com menores profundidades. Além de ser perigoso circular com um pneu desgastado (careca – nome popular dado a esse desgaste na banda de rodagem), é considerado infração grave e acumula perda de pontos na CNH.

Existem dispositivos simples, disponíveis em lojas de pneus e algumas lojas de autopeças e postos de serviço que indicam se as profundidades dos sulcos estão dentro dos limites para uso. Também é importante atentar se os pneus se encontram dentro do prazo de validade. O pneu é produzido a partir de borracha, aço, produtos químicos, óleo, entre outros materiais passíveis de envelhecimento com o tempo, portanto, ele possui um prazo de validade, geralmente indicado/codificado nas laterais.

Luzes

É interessante dar uma checada se as lâmpadas dos faróis, lanternas, freios, setas e ré estão funcionando e em boas condições, pois elas dão maior segurança a todos e, caso contrário, você está sujeito a infrações. Além das lâmpadas, é bom fazer um teste se os focos dos faróis estão regulados. Caso seja necessária a regulagem ou troca, leve seu veículo à uma oficina mecânica ou concessionária.

Ar-condicionado

Caso o veículo tenha ar-condicionado, é bom verificar se o sistema está funcionando de forma adequada e se o filtro foi trocado recentemente. “Por estar em um período de férias, pode haver trânsito intenso e o carro pode ficar longos períodos com o ar ligado. Portanto, é importante estar com o filtro trocado para manter a higiene do sistema e a saúde do motorista e passageiros” diz Queiroz. A longo prazo, filtros saturados e sujos podem levar a males aos condutores e passageiros, como problemas respiratórios e alergias. Também pode contribuir para um maior consumo de combustível, por uma maior demanda em manter sua performance na refrigeração.

Sistema de arrefecimento

Muito importante checar o nível e as condições da água do radiador, misturada com o fluido/aditivo, para evitar superaquecimento e proteger contra a corrosão. E sempre através do reservatório específico, nunca abrir a tampa do radiador, principalmente quando o motor está quente.