Uso de máscaras no transporte coletivo de São Bernardo do Campo deixa de ser obrigatório

Com o avanço significativo no enfrentamento à pandemia de Covid-19, a Prefeitura de São Bernardo do Campo desobriga a partir desta sexta-feira (9/9) o uso de máscaras de proteção no transporte coletivo, bem como tornando-se facultativo que profissionais do setor de alimentação (bares, restaurantes, hotéis e similares) utilizem o item de proteção. A medida segue obrigatória somente nos equipamentos de saúde das redes pública e privada.

Prova da melhoria do cenário é que a cidade não registrou internação nesta sexta-feira em sua rede municipal. Em decorrência desta evolução, o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, anunciou na noite de quinta-feira (8/9) a nova regra sanitária, sendo que o texto foi publicado no Diário Oficial do município, por meio do Decreto nº 22.086.

“Mais um importante avanço para a nossa cidade. Desde o início da pandemia, trabalhamos com muita seriedade e determinação, seguindo os passos da ciência para conter à disseminação do vírus. Agora, podemos seguir com mais esse passo, tornando facultativo para os usuários e profissionais do transporte coletivo e também aos trabalhadores do setor de alimentação de São Bernardo. A restrição segue apenas em áreas que envolvem o serviço de saúde”, sustentou o prefeito Orlando Morando.