Uber lança ferramenta para comprovar que parceiros estão em viagem

Novo recurso disponível no aplicativo de motoristas e entregadores pode auxiliar em locais com controle de acesso ou em casos de verificação pela autoridade policial

105
Uber Motorista
Foto: Divulgação/Uber

A Uber lançou um recurso para auxiliar motoristas e entregadores parceiros em pontos de controle de acesso, como os existentes em condomínios e bolsões de aeroportos, ou postos de verificação de segurança, como blitzes policiais. Chamado de U-Status, o recurso tem como objetivo proporcionar ao parceiro uma evidência de que ele está usando o aplicativo da Uber em viagem ou entrega naquele momento e que possa facilmente ser compartilhada com terceiros.

A solicitação para comprovar o uso do aplicativo é relativamente comum em postos de controle de acesso aos mais variados locais, como condomínios residenciais ou comerciais, campus universitários, unidades industriais, bolsões de aeroportos ou bases militares, entre outros. Também pode ser útil no caso de abordagens policiais, como no caso de blitzes, ou quando o parceiro quiser contatar a autoridade policial proativamente para relatar uma atividade suspeita, como um item deixado no seu carro.

“Sabemos que ao circularem pelas ruas muitas vezes os parceiros podem ser demandados a comprovar que estão fazendo uma viagem ou entrega com o aplicativo da Uber”, explica o gerente de Relacionamento com Autoridades Policiais da Uber, Leandro Segalla. “Por isso, desenvolvemos essa ferramenta para o aplicativo dos parceiros, com o objetivo de reunir todas essas informações em um só lugar e deixá-las à mão do parceiro, para que rapidamente possa mostrá-la e ajudar a verificar o status da viagem ou entrega em curso. A ideia é que, por meio da tecnologia, consigamos proporcionar cada vez mais confiança e tranquilidade para motoristas e entregadores.”

O Status de Viagem traz:

  • As informações resumidas da viagem ou entrega em curso;
  • Foto do parceiro e placa do veículo;
  • Canais adicionais para as autoridades policiais, caso essas precisem requisitar dados à Uber.

Veja exemplos em imagens:

Deixe seu comentário