Renovação antecipada do contrato com MRS Logística por mais 30 anos é aprovada no TCU

Foi aprovado por unanimidade pelo Tribunal de Contas da União (TCU), nesta quarta-feira (01/06), o relatório que trata da renovação antecipada de contrato com a MRS Logística. Com a prorrogação do acordo firmado com a União, a operadora continuará responsável por mais de 1,6 mil quilômetros de trilhos na região Sudeste por mais 30 anos. A previsão é que o termo aditivo de prorrogação seja assinado no segundo semestre de 2022.

A matéria que passou pelo crivo dos ministros da corte prevê R$ 16 bilhões em investimentos e mais de 250 mil empregos gerados enquanto durar o contrato. O plano de negócios havia sido finalizado em outubro de 2020 e o relatório submetido à audiência pública, em novembro de 2021. O entendimento é que a renovação da concessão será fundamental para garantir mais inovação, fluidez e eficiência no transporte ferroviário, favorecendo o equilíbrio da matriz de transportes brasileira.

“Além de mostrar o sucesso do nosso programa de concessões, a renovação antecipada nos garante mais investimentos em infraestrutura de transporte, o que gera emprego e renda”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio. Com a renovação, a MRS vai aumentar a capacidade da ferrovia atraindo e diversificando o número de clientes nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Pela ferrovia, que garantirá investimentos importantes nos portos do Rio de Janeiro e Santos, são transportados, principalmente, minério de ferro, produtos siderúrgicos, contêineres, açúcar e carvão. A estimativa é que mais de 200 toneladas de cargas passem pela linha férrea a cada ano.