Entrega da Linha 17-Ouro deve acontecer somente no final de 2023

A entrega do trecho prioritário da Linha 17-Ouro do monotrilho deve ficar apenas para o final de 2023. Promessa para a Copa do Mundo de 2014, ainda não há uma estação se quer em funcionamento no ramal de monotrilho em São Paulo.

Segundo informou o secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, para o “Jornal o Globo“, ainda falta, contudo, importantes etapas da instalação do serviço de monotrilho.

Galli justificou que um dos motivos do atraso é que uma das empresas que fazia parte do grupo que venceu a licitação original faliu. Trata-se da Scomi, empresa da Malásia, que ficou responsável pela fabricação dos trens que serão utilizados na Linha 17.

“No começo do governo, entendemos que teríamos que romper o contrato, fizemos licitações ainda em 2020. A expectativa é que o primeiro trem chegue a São Paulo para os testes em setembro e outubro deste ano. Estamos cobrando uma velocidade maior para a obra”, disse o secretário.

A Linha 17-Ouro ligará a estação Morumbi (com transferência para a Linha 9-Esmeralda) até o Aeroporto de Congonhas.