Tribunal de Contas do Estado suspende concorrência de obras de duplicação da Estrada do M’Boi Mirim

542
M'Boi Mirim Funcionários
Estrada do M'Boi Mirim, na altura da Avenida dos Funcionários Públicos (Foto: Reprodução/Google Street View)

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo determinou a suspensão da concorrência para as obras de duplicação e melhorias da Estrada do M’Boi Mirim, na Zona Sul de São Paulo, no trecho entre o Terminal de Ônibus do Jardim Ângela e a Avenida dos Funcionários Públicos, com uma extensão de 5,1 quilômetros.

A determinação foi publicada oficialmente nesta quarta-feira, dia 9 de setembro de 2020.

O projeto de duplicação e melhorias da Estrada do M’Boi Mirim é fruto de um convênio entre o Departamento de Estradas de Rodagem e a Prefeitura de São Paulo.

A via receberá defensas metálicas, melhorias na sinalização e prioridade para ônibus. A assinatura do convênio foi assinada no dia 31 de janeiro deste ano.

No despacho, o conselheiro Renato Martins Costa atende representação da construtora CCPS Engenharia e Comércio que alegou pontos no edital que poderiam restringir a competição:

  • Exigência de atestação de experiência no serviço de fresagem de pavimento reciclado em usina móvel, por configurar atividade específica, sem relevância técnica e financeira no contexto do objeto licitado;
  • Imposição de experiência específica em contratos de obras semelhantes, de implantação ou pavimentação ou reabilitação rodoviária, durante os últimos 10 anos, com valor de participação não inferior a R$ 137.490.000,00, configurando, na prática, exigência de comprovação de execução de pelo menos 70% dos serviços executados entre setembro de 2010 e setembro de 2020.

O conselheiro deu 48 horas a partir da publicação desta quarta-feira para o Departamento de Estradas de Rodagem, responsável pela licitação, se explicar quanto às possíveis irregularidades.

O convênio, assinado no início do ano, vai possibilitar R$ 446,8 milhões para as intervenções. Os valores podem ser atualizados.

A previsão inicial era de término das obras em 2022.

Deixe seu comentário